Heleieth Saffioti: marxismo, gênero e feminismo

saffioti

Com muita satisfação, apresentamos, neste 8 de março de 2016, o dossiê “Heleieth Saffioti”. Coordenado por Danilo Enrico Martuscelli, do Comitê editorial de marxismo21, o dossiê traz um extenso e rigoroso conjunto  de textos da autora símbolo da resistência feminina no pais, seja no plano das lutas políticas, seja no plano das lutas ideológicas e teóricas.

marxismo21, blog que divulga a produção teórica marxista no Brasil contemporâneo, não poderia deixar de fazer esta homenagem à autora que, no campo das ciências sociais no Brasil, representa uma inovação nos estudos sobre as questões de gênero, valorizando a importância da discussão sobre as lutas femininas, sem dissociá-las da polêmica questão da luta de classes no capitalismo contemporâneo.

Desde janeiro de 2013, quando publicou o dossiê “marxismo e feminismo” – organizado à época por Angélica Lovatto e Paulo Barsotti -, marxismo21 dá ênfase ao tema. O dossiê tem sido republicado nos dias 8 de março de cada ano, sendo sempre muito acessado e com um elevado número de download dos textos ali inseridos. No conjunto bibliográfico selecionado, encontravam-se também – como não podia deixar de ser – muitos textos de Heleieth Saffioti, inclusive a disponibilização de um dossiê sobre a autora, publicado pela revista Lutas Sociais, n.27.

Mas já era hora de ser organizado um dossiê específico sobre Heleieth Saffioti. Nele, o leitor(a) poderá acessar seus livros, artigos, entrevistas, além de documentos e trabalhos produzidos sobre a obra da autora, muitos deles de difícil acesso em nossos acervos acadêmicos.

A Editoria é grata a Angélica Lovatto (Unesp) e Renata Gonçalves (Unifesp) pela organização do dossiê que contou também com a valiosa colaboração de estudiosos da obra da autora e da problemática do feminismo. Agradecidos somos, pois, a Juliane Furno, Luciana Camargo Bueno, Maira Abreu, Maria Antônia Cardoso Nascimento, Maria Aparecida de Moraes Silva, Raphael Baptista e Rodrigo Duarte Fernandes dos Passos.

Editoria

******

Heleieth Saffioti e o marxismo feminista

Renata Gonçalves

Neste 8 de março de 2016, o blog marxismo21 nos presenteia com a divulgação de grande parte da obra da socióloga feminista marxista Heleieth Saffioti. Eis um belo convite à reflexão sobre a origem do próprio Dia Internacional da Mulher. Longe de um simples evento de mercado em que se ganham flores e presentes, o 8 de março foi dedicado à luta dos movimentos de mulheres em todo o mundo. marxismo21 nos repõe o desafio para refazermos o vínculo entre as lutas pelo fim da desigualdade entre os sexos e pela transformação social, que nem sempre se manteve tão íntegro.

Com imensa criatividade teórica, Saffioti deu pistas para a reconstrução deste fio. Em condições muito desfavoráveis, ajudou a colocar, em novos termos, o marxismo no interior da luta das mulheres e vice-versa. Daí a importância de seu primeiro grande livro, A mulher na sociedade de classes.

Fruto do que deveria ter sido sua tese de doutorado, a publicação do livro resultou de muitas ousadias. A começar pela aventura de escrever sobre um tema pouco aceito, num ambiente predominantemente masculino, com um referencial teórico marxista, durante uma ditadura militar. A escassez era grande: pouquíssima literatura feminista, ausência de fontes organizadas sobre a condição feminina no país e carência bibliográfica acerca dos referenciais teóricos.

Era 1967, Heleieth já alçava voos como docente da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Araraquara (FFCLA), da hoje Universidade Estadual Paulista. Com aspirações socialistas e rodeada de comunistas, tinha consciência do incômodo que causava. Tamanhas foram as pressões no interior da Faculdade que, para preservar sua orientanda, Florestan Fernandes a encaminhou diretamente para a livre-docência. Em pouco tempo, a tese virou livro e o livro ganhou o mundo.

Publicado pela primeira vez em 1969, A mulher na sociedade de classes não teve inicialmente grande repercussão no Brasil. Eram ainda incipientes os estudos e movimentos feministas no país, que ganhariam corpo no calor do combate à ditadura militar e com as contribuições da Segunda Onda feminista que crescia na Europa e nos Estados Unidos. O livro publicado em inglês, em 1978, pela Monthly Review colocou em evidência o pioneirismo de Heleieth Saffioti: a primeira mulher na América Latina a escrever sobre a condição feminina na perspectiva da transformação social. A repercussão incluiu muitas críticas: ser marxista demais, ser feminista de menos e vice-versa. ler mais

*****

I. Livros:

A mulher na sociedade de classes: mito e realidade

Do artesanal ao industrial: a exploração da mulher – um estudo de operárias têxteis e de confecções no Brasil e nos Estados Unidos

Emprego doméstico e capitalismo – tomo 1 (1978)

Emprego doméstico e capitalismo – tomo 2 (1979)

Gênero, patriarcado, violência

Mulher brasileira é assim (co-organizadora Monica Muñoz-Vargas)

O poder do macho

Violência de gênero: poder e impotência

Women in class society

II. Artigos:

A discriminação de gênero e as diversas formas de violência contra a mulher

A exploração sexual de meninas e adolescentes: aspectos históricos e conceituais

A mulher e as contradições do capitalismo agrário (coautoria com Vera L. S. B. Ferrante)

A mulher sob o modo de produção capitalista

A questão da mulher na perspectiva socialista

A vida privada de pessoas públicas: Clinton vs. Lewinsky

Abuso sexual pai-filha

Brasil: violência, poder e impunidade (coautoria com Suely Souza de Almeida)

Circuito fechado: abuso sexual incestuoso

Conceituando o gênero

Considerações sobre o fenômeno urbano no Brasil (coautoria com Maria das Graças Grossi Ackermann)

Contribuições feministas para o estudo da violência de gênero

Contributions féministes pour l’étude de la violence (dans les rapports sociaux) de genre

Da casa para a “rua”: a caminhada das mulheres bóias-frias (coautoria com Vera L. S. B. Ferrante)

Diferença ou indiferença: gênero, raça/etnia, classe social

Enfim, sós Brasil rumo a Pequim

Famílias rurais no Estado de São Paulo: algumas dimensões da vida feminina (coautoria com Vera Lúcia Silveira Botta Ferrante)

Força de trabalho feminina no Brasil: no interior das cifras

Gênero e patriarcado

Grande perda para a sociologia brasileira (homenagem a Luiz Pereira)

Incesto versus abuso incestuoso ou amor versus violência

Já se mete a colher em briga de marido e mulher

Movimentos sociais: face feminina

Novas perspectivas metodológicas de investigação das relações de gênero

O estatuto teórico da violência de gênero

O fardo das brasileiras – de mal a pior

O segundo sexo à luz das teorias feministas contemporâneas

O trabalho da mulher no Brasil

Ontogênese e filogênese do gênero

Política agrícola no Brasil contemporâneo e suas consequências para a força de trabalho feminina

Primórdios do conceito de gênero

Quantos sexos? Quantos gêneros? Unissexo/Unigênero?

Quem tem medo dos esquemas patriarcais de pensamento?

Rearticulando gênero e classe social

Relações de gênero: violência masculina contra a mulher

Reminiscências, releituras, reconceituações

Ser ou estar sociólogo

Subjetividad

The social position of women

Trabalho feminino e capitalismo

Violence sexuelle et prostitution au Brésil contemporain

Violência contra a mulher e violência doméstica

Violência de gênero no Brasil atual

Violência de gênero: o lugar da práxis na construção da subjetividade

Violência doméstica ou a lógica do galinheiro

Violência doméstica: questão de polícia e da sociedade

Violência estrutural e de gênero – mulher gosta de apanhar?

Women, Mode of Production, and Social Formations

III. Prefácios

Prefácio da obra Errantes do fim do século, de Maria Aparecida de Moraes Silva

Prefácio da obra O “bóia-fria”: acumulação e miséria, de Maria Conceição D’Incao e Mello

Um prefácio diferente, mas nem tanto da obra Mulheres espancadas: violência denunciada, de Maria Amélia Azevedo

IV. Entrevistas:

Entrevista com Heleieth Saffioti (entrevistada por Juliana Cavilha Mendes e Simone Becker)

Heleieth Saffioti por ela mesma: antecedentes de “A mulher na sociedade de classes (entrevistada por Renata Gonçalves e Carolina Branco)

SAFFIOTI, Heleieth (Entrevistada por Natalia Pietra Méndez)

IV. Documentos:

Noticiário do campus de Araraquara

V. Textos sobre Heleieth Saffioti

Albenício Lourenço da Silva e Marta Rosenaide Lucena. Gênero e emancipação humana: uma reflexão sócio-cultural

Albertina de Oliveira Costa e Cristina Bruschini. Uma contribuição ímpar: Os Cadernos de Pesquisa e a consolidação dos estudos de gênero

Angélica Lovatto. Desvendando O poder do macho: um encontro com Heleieth Saffioti

Barbara Celarent. Women in Class Society (resenha)

Bila Sorj. Dois olhares sobre Heleieth Saffioti: o feminismo adentra a academia

Céli Regina Jardim Pinto. O feminismo bem-comportado de Heleieth Saffioti (presença do marxismo)

Elaine Bezerra. A originalidade do pensamento de Heleieth Safifoti na análise crítica sobre a condição da mulher na sociedade capitalista (resenha)

Estudos Feministas. Nota de falecimento: Heleieth Saffioti (1934-2010)

Fabrícia F. Pimenta. Resenha do livro Gênero, Patriarcado, Violência, de Heleieth Saffioti

Fernanda Pompeu. Heleieth Saffioti (Brasileiras guerreiras da paz – projeto 1000 mulheres)

Joana Maria Pedro, Soraia Carolina de Mello, Veridiana Bertelli Ferreira de Oliveira. O feminismo marxista e o trabalho doméstico: discutindo com Heleieth Saffioti e Zuleika Alambert

Leila de Menezes Stein, Mariana Tonussi Milano, Géssica Trevizan Pera, Janaína Oliveira, Joyce Ancelmo, Beatriz Isola Coutinho. Homenagem a Heleieth Saffioti

Leonardo Nogueira Alves. Relações de gênero e patriarcado: uma contribuição crítica

Lúcio Flávio de Almeida. Heleieth Saffioti!

Luzinete Simões Minella. Heleieth Saffioti, uma pioneira dos estudos feministas no Brasil

Maelly da Silva Veron. Heleieth I. B. Saffiotti (1934-2010): contribuições norteadoras para pesquisa sobre violência doméstica e intrefamiliar contra a mulher

Margareth Rago. As mulheres na historiografia brasileira

Maria Amélia de Almeida Teles. Heleieth, a ousadia do livre pensar feminista ! (1934 – 2010)

Maria Aparecida de Moraes Silva. Uma homenagem a Heleieth Saffioti: minha maior mestra

Mary Garcia Castro. Notas sobre a potencialidade do conceito de patriarcado para um sujeito no feminismo. Contribuições de Heleieth Saffioti- em memória e pelo devir

Natalia Pietra Mendéz. Com a palavra, o segundo sexo: percursos do pensamento intelectual feminista nos anos 1960

Natalia Pietra Mendéz. A “descoberta” do segundo sexo: intelectuais brasileiras e suas aproximações com o feminismo

Olívia Rangel Joffily. Esperança equilibrista. Resistência feminina à ditadura militar no Brasil (1964-1985)

Renata Gonçalves. Heleieth Saffioti e a articulação entre teoria marxista e ideias feministas nas Ciências Sociais

Renata Gonçalves. O feminismo marxista de Heleieth Saffioti

Rohrlich-Leavitt Ruby. H.I.B. Saffioti, Women in Class Society (Resenha)

VI. Vídeos

A mulher na sociedade de classes hoje: redescobrindo Heleieth Saffioti

Homenagem a Heleieth Saffioti

Lançamento de A mulher na sociedade de classes, de Heleieth Saffioti

Mesa redonda: o legado das feministas que se foram: Bel, Cuca, Cristina, Heleieth e Karin

Irmão de Heleieth Saffioti durante lançamento de A mulher na sociedade de classes

 

 

Esta entrada foi publicada em Temáticos. ligação permanente.