lançamentos internacionais

 Bem antes da propagação das ideias sobre a chamada “globalização”, o marxismo foi e é uma teoria internacional na medida em que procura analisar as principais tendências de desenvolvimento presentes em todo o mundo; porém, sem negligenciar o estudo das particularidades de cada formação social. Um exemplo do primeiro caso é o Manifesto do Partido Comunista que termina com a conclamação – “Proletários de todos os países, uni-vos!”; no segundo caso, pode-se citar a preocupação de Marx e de Engels em analisar as peculiaridades da comuna russa sem repetir o conteúdo da pesquisa feita sobre o capitalismo em outros lugares, com histórias, economias, políticas e culturas diferentes.

Desde o início, marxismo 21 concentra sua atenção na pesquisa marxista feita no Brasil, mas sem que isso seja concebido como uma postura autárquica e inibidora do diálogo com o trabalho desenvolvido em outros países.  Diálogo que é condição indispensável para o aprofundamento da análise sobre os mais diferentes temas (o capitalismo atual, a internacionalização do capital, o Estado-nação e suas transformações, o socialismo do século XXI e outras problemáticas etc. Buscando aprofundar as relações entre os pesquisadores brasileiros e de outros países, estamos criando uma seção específica que procurará informar o leitor sobre o que vem sendo publicado pelo marxismo de outros países, e que já se encontra disponibilizado na Internet.

Como nas demais seções, o êxito dessa nova seção dependerá da colaboração de todos aqueles que queiram contribuir para o avanço e a democratização da pesquisa marxista brasileira para além dos limites das universidades. Isso poderá ser feito com o envio de indicações de novos lançamentos disponíveis na Internet para o email: mouro1818@gmail.com

Editoria

*******

Espanha

Cuaderno Spinoza, Karl Marx

Estados Unidos

Critical Companion to Contemporary Marxism, Jacques Bidet e Sthatis Kouvelakis (Org.)

Alemanha

Futuring -Perspektiven der Transformation im Kapitalismus über ihn hinaus, Michal Brie (org,)

From Protest to Surveillance – The Political Rationality of Mobile Media. Modalities of Neoliberalism, Oliver Leistert (em inglês)

Marx und Engels über die weltgeschichtliche Rolle des Proletariats. Ein Rezeptionsversuch von Walter Rösler

2 Respostas a lançamentos internacionais

  1. Ghassan El-Kadri diz:

    No estudo preliminar de Nicolás González Varela sobre o “Cuaderno Spinoza” de Marx faltam as páginas 8 (oito) e ( (nove).

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *