O escravismo colonial

0

O Escravismo Colonial, Jacob Gorender, Fundação Perseu Abramo. Por Mário Maestri

(Nota da Editoria de marxismo21: o texto abaixo é um ensaio sobre a trajetória político-intelectual de Jacob Gorender. Pela relevância teórica de O Escravismo Colonial, a obra é extensamente examinada pelo resenhista.)

Jacob Gorender nasceu em 20 de janeiro de 1923, em Salvador, onde viveu sua infância nos cortiços habitados pela comunidade pobre daquela cidade. Seu pai, Nathan Gorender, judeu ucraniano socialista e anti-sionista, emigrara após as jornadas revolucionárias de 1905 para a Argentina, onde vivera por cinco anos. A seguir, talvez atraído pela pequena comunidade judaica de Salvador,partiu para a Bahia, onde viveu e trabalhou humildemente como vendedor à prestação. Após concluir os estudos primários na Escola Israelita Brasileira Jacob Dinenzon, de 1933 a 1940, Jacob Gorender prosseguiu os estudos ginasiais e o preparatório no Ginásio da Bahia, escola pública de grande prestígio, freqüentada habitualmente pelos filhos da elite baiana. Em 1941, matriculou-se na Faculdade de Direito daquela cidade, onde se manteve até 1943. Militante da União de Estudantes da Bahia, em inícios de 1942, foi cooptado para pequena célula universitária comunista fundada por Mário Alves e Ariston Andrade, que secundavam, no meio estudantil, a rearticulação do PCB na Bahia dirigida por Giocondo Dias. ler mais

Comments are closed.

Powered by themekiller.com