duarte brasil pacheco pereira

Duarte Brasil Lago Pacheco Pereira, nasceu em 1939, em Salvador, Bahia. Formado em Direito pela UFBa, teve, em 1962, decisiva atuação na criação da Ação Popular; em julho de 1963, foi eleito vice-presidente da UNE, diretoria que foi reprimida pelo golpe de 1964. Dirigente nacional da AP, teve papel importante na transformação teórico-ideólogica desta entidade estudantil que, a partir de março de 1971, passou a se denominar Ação Popular Marxista Leninista.  Desde 1965, na cidade de São Paulo, trabalhando como jornalista, Duarte Pereira participou da criação da revista Realidade e foi um dos principais colaboradores de Movimento, jornal da imprensa alternativa que fazia um firme combate à ditadura militar e aglutinava jornalistas, sindicalistas, intelectuais, acadêmicos e artistas – progressistas e de esquerda – em defesa da redemocratização do país.

Neste dossiê, publicamos um extenso material (livros, artigos, entrevistas, resenhas, vídeos etc.) que revela a consistente formação teórica marxista de Duarte Pereira. Por sua vez, centenas de artigos publicados na imprensa alternativa e comercial – desde 1966 até anos recentes – debatem, sob a perspectiva do socialismo revolucionário, questões políticas, ideológicas e sociais em diferentes conjunturas políticas brasileiras e internacionais. 

A Editoria é grata a Reginaldo Benedito Dias por ter disponibilizado alguns textos postados neste dossiê.

Editoria

******

Textos sobre a trajetória de vida e política de Duarte Pereira:

Pequena homenagem a um grande homem, por Romelio Aquino

De seminarista a marxista, por Antonio Roberto Fava

Estêvão e a Ação Popular (AP): a história da AP nas memórias de Duarte Pereira, por Reginaldo Benedito Dias

Estêvão e o Partido Comunista do Brasil, por Duarte Pereira

 Livros:

1924 – O Diário da Revolução – os 23 dias que abalaram São Paulo

Repensando o Marxismo

Um perfil da classe operária: a ditadura nas fábricas

Artigos diversos, intervenções e resenhas:

A crise do socialismo, a reestruturação do capitalismo e os novos desafios dos trabalhadores

A polêmica sobre o Tibete

Das classes à luta de classes

Descanse em paz, Bahia!

Documento – Eis a China

Lênin e a dialética hegeliana

Mao´s last Revolution

Marxismo sem classe operária. É possível?

Memórias de um teólogo

Missão no Brasil: um personagem esquecido de nossa história recente

O Estudante e a Revolução

O Estudante e a Revolução brasileira: Carta do professor Alceu Amoroso 

O marxismo no fogo cruzado

O marxismo posto à prova

Resposta ao deputado Aldo Rebelo

Segundo turno: apoio crítico ou voto nulo?

Visões e interpretações da sociedade brasileira

Entrevista:

Duarte Pereira e José Genoíno (entrevista). Que governo é esse? (Caros Amigos, fev. 2004)

Vídeos:

1964: entrevista (Univesp)

Duarte Pereira concedeu entrevista no Memorial da Resistência de São Paulo, prédio do antigo DOPS, para falar do movimento estudantil e do princípio da luta armada durante a ditadura militar. Ao lado de Herbert José de Souza, o Betinho, dirigiu a Ação Popular, uma organização política cristã com participação preponderante de estudantes universitários. Pereira conta como as esquerdas lidavam com o governo João Goulart e relata os momentos cruciais do golpe que o derrubou. A conversa foi realizada no dia 7/4/2014 especialmente para o projeto 1964.

https://www.youtube.com/watch?v=oeK0ATlgPsM

Programa Resistir é preciso: Depoimento

Na redação da revista Realidade, Duarte Pereira “fez a cabeça” de Sérgio de Sousa, Narciso Kalili e Carlos Azevedo. Dirigente da AP e jornalista de mão cheia, mesmo na clandestinidade influenciou jornais alternativos como Movimento, onde escrevia a coluna Ensaios Populares.

https://www.youtube.com/watch?v=Ls6FYTqDG_c&t=4s

Artigos assinados como Duarte Pacheco publicados na Revista Realidade

A juventude diante do sexo In: Revista Realidade, n. 5, 1966, p. 68-80

Eis a China In: Revista Realidade, n. 7, 1966, p. 55-66

Deus está morrendo? In: Revista Realidade, n. 9, 1966, p. 26-34

Estas máquinas só faltam falar In: Revista Realidade, n. 11, 1967, p. 124-129

Quem era o homem Jesus (texto de Robert Coughlan, adaptado por Duarte Pacheco) In: Revista Realidade, n. 12, 1967, p. 59-71

Ensaios populares (Jornal Movimento)

 Carlos Azevedo (Com reportagens de Marina Amaral e Natalia Viana). Jornal Movimento: uma reportagem. Belo Horizonte, Ed. Manifesto, 2011. (O capítulo Ensaios Populares trata da participação de Duarte Pereira como “redator apócrifo” desta seção histórica do Jornal Movimento)

Por que o marido? In: Jornal Movimento, n. 1, 1975, p. 2

Partido ou bode expiatório; Minoria no governo e maioria na oposição; além dos índios In: Jornal Movimento, n. 2, 1975, p. 4

Política e intenções; Os pequenos agricultores é que devastam a Amazônia? In: Jornal Movimento, n. 6, 1975, p. 6

A oposição não está no governo; Os filhos devem pagar pelos pais? In: Jornal Movimento, n. 7, 1975, p. 8

Minas contra a MBR: e agora?; Fome é doença e comida é remédio? In: Jornal Movimento, n. 8, 1975, p. 6

A briga interna do MDB In: Jornal Movimento, n. 9, 1975, p. 8

A luta pela independência In: Jornal Movimento, n. 10, 1975, p. 8

MDB: somar ou dividir? In: Jornal Movimento, n. 11, 1975, p. 6

MDB: a contradição entre o programa e a direção In: Jornal Movimento, n. 12, 1975, p. 8

MDB: içar as velas e continuar a viagem; Comer ou votar? Ou comer e votar?; Política e matemática In: Jornal Movimento, n. 13, 1975, p. 6-7

O programa da Arena: pescando votos In: Jornal Movimento, n. 14, 1975, p. 8

As duas crises In: Jornal Movimento, n. 15, 1975, p. 8

Política e emoção In: Jornal Movimento, n. 20, 1975, p. 2

A cultura das cruzinhas In: Jornal Movimento, n. 21, 1975, p. 2

O Brasil é um país socialista? In: Jornal Movimento, n. 22, 1975, p. 2

As correções e as soluções In: Jornal Movimento, n. 23, 1975, p. 2

Dez anos; O debate institucional (a proposta do senador Marcos Freire e outras) In: Jornal Movimento, n. 24, 1975, p. 2 e 4.

MDB: o caso Scarpellini; A Arena na oposição? In: Jornal Movimento, n. 25, 1975, p. 2 e 8

Até que ponto mudou a política externa do Brasil?; Sair para que lado? In: Jornal Movimento, n. 28, 1975, p. 2-3

Como obter justiça boa e barata?; In: Jornal Movimento, n. 29, 1975, p. 2

MDB: sonhos muitos sedutores e desilusões muito amargas; Incoerência do MDB ou de Scarpellini? In: Jornal Movimento, n. 31, 1975, p. 2

Sobre democracias “falsas” e “verdadeiras” In: Jornal Movimento, n. 32, 1975, p. 2

O culto ao último livro: ler mais é saber mais?; O MDB não quer jogar? In: Jornal Movimento, n. 35, 1975, p. 2 e 4

Sindicatos assistenciais ou sindicatos reivindicatórios? In: Jornal Movimento, n. 36, 1975, p. 2

Medindo a indústria do Brasil In: Jornal Movimento, n. 38, 1975, p. 2

Ricos e analfabetos In: Jornal Movimento, n. 39, 1975, p. 2

O direito ao mar: a briga por uma nova partilha dos mares e oceanos In: Jornal Movimento, n. 41, 1975, p. 2-3

“Rolerbol”, ideias do passado: é preciso escolher entre a “liberdade” e o “conforto”? In: Jornal Movimento, n. 43, 1975, p. 2

O disparate demográfico: os pobres são pobres por que tem muitos filhos? In: Jornal Movimento, n. 44, 1975, p. 2

Superpopulação ou subdesenvolvimento?; Kissinger e Simon: a lógica do imperialismo In: Jornal Movimento, n. 46, 1976, p. 2 e 9

Que democracia está morrendo? In: Jornal Movimento, n. 48, 1976, p. 2

Política e propaganda: a propaganda faz milagres? In: Jornal Movimento, n. 49, 1976, p. 2

Desenvolvimento, crescimento econômico, segurança e democracia In: Jornal Movimento, n. 51, 1976, p. 2

A lição de Nairóbi: prioridade para o comércio exterior ou para o desenvolvimento interno? In: Jornal Movimento, n. 53, 1976, p. 2

Olimpíadas e política In: Jornal Movimento, n. 57, 1976, p. 2

A lógica do imperialismo II In: Jornal Movimento, n. 58, 1976, p. 2

Fazendo as contas: o balanço de pagamentos do Brasil no primeiro semestre; Os famintos são famintos por que têm muitos filhos? In: Jornal Movimento, n. 59, 1976, p. 2

A “democracia moderna” In: Jornal Movimento, n. 60, 1976, p. 2

A ONU, as grandes potências e os países subdesenvolvidos; Os pobres dos países ricos In: Jornal Movimento, n. 66, 1976, p. 2 e 11

Os homens do século XX (ou foi o século XX que os fez?) In: Jornal Movimento, n. 67, 1976, p. 2 e 4

A participação popular e a autonomia dos municípios In: Jornal Movimento, n. 72, 1976, p. 2

As razões dos votos In: Jornal Movimento, n. 73, 1976, p. 2

A febre do consumo In: Jornal Movimento, n. 77, 1976, p. 2

Revendo Malthus In: Jornal Movimento, n. 78, 1976, p. 2

De onde vem a inflação e quem paga por ela In: Jornal Movimento, n. 79, 1976, p. 3

O acordo e o desacordo dentro da oposição In: Jornal Movimento, n. 86, 1976, p. 2

A revisão das contas nacionais In: Jornal Movimento, n. 112, 1977, p. 2

A CNI e o combate à inflação: apertando o cinto de quem? In: Jornal Movimento, n. 113, 1977, p. 2

Calcule você também a inflação In: Jornal Movimento, n. 118, 1977, p. 2

A Constituinte, o Partido, os intelectuais e os trabalhadores In: Jornal Movimento, n. 124, 1977, p. 3

A inflação e a Constituinte In: Jornal Movimento, n. 127, 1977, p. 2

A inflação, os comerciantes e as donas de casa In: Jornal Movimento, n. 128, 1977, p. 2

Carnaval para se ver ou para se brincar In: Jornal Movimento, n. 134, 1978, p. 2

O MDB, a sucessão e a Constituinte In: Jornal Movimento, n. 135, 1978, p. 4

Um é bom, dois é pouco e três é demais? (o debate sobre o bipartidarismo oficial) In: Jornal Movimento, n. 137, 1978, p. 4

Que Partido Socialista seria possível? (o debate sobre o bipartidarismo oficial – II) In: Jornal Movimento, n. 138, 1978, p. 6

Por que será que os preços sobem pelo elevador e os salários sobem pela escada? In: Jornal Movimento, n. 142, 1978, p. 4

Quem ganha e quem perde com a inflação In: Jornal Movimento, n. 143, 1978, p. 12

Um programa popular contra a carestia In: Jornal Movimento, n. 145, 1978, p. 8

 Artigos assinados com o pseudônimo Alfredo Pereira no Jornal Movimento

A desacumulação do capital In: Jornal Movimento, n. 158, 1978, p. 11-12

ABC do custo de vida In: Jornal Movimento, n. 162, 1978, p. 12-14

ABC do custo de vida (2ª. Parte) In: Jornal Movimento, n. 163, 1978, p. 12-13

ABC do custo de vida (parte final) In: Jornal Movimento, n. 165, 1978, p. 11-12

O Brasil exporta de menos ou exporta de mais? In: Jornal Movimento, n. 169, 1978, p. 13

A culpa não é do petróleo In: Jornal Movimento, n. 170, 1978, p. 11

Por que o Brasil importa tanto petróleo? In: Jornal Movimento, n. 171, 1978, p. 20

O milagroso modelo exportador que aumentou as importações In: Jornal Movimento, n. 173, 1978, p. 17-18

Outro meio bilhão de dólares a mais In: Jornal Movimento, n. 176, 1978, p. 2

Uma espantosa unanimidade (Eleições na Albânia) In: Jornal Movimento, n. 178, 1978, p. 21

A China depois de Mao (apresentação do debate entre Charles Bettelheim e Neil Burton) In: Jornal Movimento, n. 179, 1978, p. 20

O debate sobre a China de Hua e Teng In: Jornal Movimento, n. 180, 1978, p. 16

Participação deve ser ativa In: Jornal Movimento, n. 183, 1979, p. 10

O capitalismo sobrevive sem arrocho In: Jornal Movimento, n. 186, 1979, p. 16-17

O capital quer o operário biônico In: Jornal Movimento, n. 188, 1979, p. 18

De fevereiro a outubro In: Jornal Movimento, n. 190, 1979, p. 21

Mao Tsé-tung: marxista ou revisionista? In: Jornal Movimento, n. 195, 1979, p. 16-17

Todo poder o latifúndio capitalista In: Jornal Movimento, n. 198, 1979, p. 5

Greves de mais ou democracia de menos? In: Jornal Movimento, n. 202, 1979, p. 6

Das greves à Constituinte In: Jornal Movimento, n. 203, 1979, p. 6

Arrocho a prestação In: Jornal Movimento, n. 206, 1979, p. 15

Dividir o MDB é dividir a oposição In: Jornal Movimento, n. 208, 1979, p. 6

Textos assinados como Duarte Pereira no Jornal Movimento

Por uma unidade popular que apresse o fim do regime In: Jornal Movimento, n. 211, 1979, p. 9

A atualidade da questão nacional In: Jornal Movimento, n. 212, 1979, p. 30-31

Os trabalhadores que se preparem In: Jornal Movimento, n. 214, 1979, p. 10

A abertura é real e deve ser aproveitada sem hesitação (entrevista) In: Jornal Movimento, n. 218, 1979, p. 8-9

A abertura é isso aí In: Jornal Movimento, n. 220, 1979, p.5

Em plena marcha à ré (A China, trinta anos depois da libertação) In: Jornal Movimento, n. 223, 1979, p. 16

O grande prêmio da conciliação In: Jornal Movimento, n. 224, 1979, p. 6

A Constituinte que queremos (o título correto é: A contradição básica do PT. Movimento esclarece no número seguinte que errou e trocou o título) In: Jornal Movimento, n. 228, 1979, p. 8

A economia de guerra sem guerra In: Jornal Movimento, n. 231, 1979, p. 10-11

O pacotão de Natal; A bomba de pavio curto In: Jornal Movimento, n. 232, 1979, p. 3 e 11

Rumo à estagflação In: Jornal Movimento, n. 233, 1979, p. 9-10

O petróleo sem controle In: Jornal Movimento, n. 234, 1979, p. 11-12

Os monopólios que paguem a sua crise! In: Jornal Movimento, n. 236A, 1980, p. 7

Oposição popular dividida In: Jornal Movimento, n. 236A, 1980, p. 9

Os monopólios que paguem a sua crise In: Jornal Movimento, n. 237, 1980, p. 7

A última: um pacote estatístico; Social-democracia de esquerda? In: Jornal Movimento, n. 238, 1980, p. 4 e 6

O relatório “pessimista” que derrubou o ministro Rischbieter In: Jornal Movimento, n. 239, 1980, p. 8-9

A presença soviética no Afeganistão: intervenção não é nacionalismo In: Jornal Movimento, n. 241, 1980, p. 14-15

Quem vai pagar a nova dívida que Delfim está fazendo? In: Jornal Movimento, n. 243, 1980, p. 3

As contas furadas de Delfim In: Jornal Movimento, n. 245, 1980, p. 8

Lênin invadiria? (Debate Afeganistão) In: Jornal Movimento, n. 246, 1980, p. 17

Novos furos nas contas de Delfim In: Jornal Movimento, n. 247, 1980, p. 14

Os superjuros derrotam a supersafra de Delfim In: Jornal Movimento, n. 249, 1980, p. 10-11

Um perfil da classe operária In: Jornal Movimento, n. 252, 1980, p. 11-12

Vanguarda operária apesar dos erros? (PCdoB) In: Jornal Movimento, n. 256, 1980, p. 23

João Paulo II está chegando In: Jornal Movimento, n. 257, 1980, p. 5

A recessão gradual e segura In: Jornal Movimento, n. 258, 1980, p. 9

A safra não era tão super In: Jornal Movimento, n. 259, 1980, p. 15

PT: Partido de massas amplo e legal. Mas de que tipo? In: Jornal Movimento, n. 262, 1980, p. 9

Cai a Velha República; Afinal o que foi 30?  In: Jornal Movimento, n. 277, 1980, p. 9-11

As inacreditáveis e comprometedoras cartas de um pelego? (sindicalismo) In: Jornal Movimento, n. 284, 1980, p. 2

Quer dizer, Amazonas, que somos excelentes contra-revolucionários? In: Jornal Movimento, n. 286, 1980, p. 2

Agricultura: além de panelas vazias, tanques de automóveis vazios? In: Jornal Movimento, n. 287, 1980, p. 18-19

Crise em V, em U ou em L? In: Jornal Movimento, n. 289, 1981, p. 13

Mais empregos, porém muito mais trabalhadores In: Jornal Movimento, n. 290, 1981, p. 14

Prestes e Amazonas são iguais? In: Jornal Movimento, n. 292, 1981, p. 20-21

As contas externas de 1980 foram manipuladas In: Jornal Movimento, n. 293, 1981, p. 15

Ora, salve ó grande César (resposta a ex-presidente da UNE Ruy César) In: Jornal Movimento, n. 313, 1981, p. 16-17

O medo da autocrítica (tréplica a Ruy César) In: Jornal Movimento, n. 315, 1981, p. 23

Sob o frio de SP, à sombra da ditadura (resposta a Emiliano José) In: Jornal Movimento, n. 316, 1981, p. 22

Do socialismo científico ao socialismo utópico (resposta a Marco Pereira e Valdélio Silva) In: Jornal Movimento, n. 318, 1981, p. 23

 

Textos publicados no Correio da Cidadania (em ordem alfabética)

A direita insatisfeita

A “onda fascista”

A oposição de esquerda e o voto crítico em Dilma

A última contribuição de Losurdo

Alguns comentários críticos ao artigo “Prostitutas felizes”, na Folha de S. Paulo

Americanos ou estadunidenses?

As ameaças das grandes potências à democratização dos países árabes

Colunas sociais de jornalões ignoram lançamento de livro histórico

Delegado Protógenes, o novo “comunista do Brasil”

Discurso sobre o colonialismo

Em nome de quem?

Etapa e etapismo

Imperialismo e sub-imperialismo de mãos dadas no Haiti

Morre Jorge Semprún

O candidato Serra, Irã, Israel e Bolívia

O casamento do príncipe e a celebração da desigualdade

O enterro de Wellington

O narcotráfico, os EUA e a América Latina

O STF, o PT e o Brasil

Para a crítica do capitalismo

Rebeldes líbios: dizei-me com quem andais e vos direi quem sois!

Regressão histórica

Tentemos ver Cuba sem fanatismos

Tragédia em Realengo se transforma em circo de horrores dissociado de reflexão social

Vandré na Globo News

Veto a Lobato

Voto nulo é alternativa democrática a dilema falso

Voto nulo é alternativa democrática a dilema falso (2)

 

Powered by themekiller.com