Carlos Nelson Coutinho

carlos_nelson_coutinho_2

Neste 28 de junho de 2016, dia em que Carlos Nelson Coutinho completaria  73 anos, marxismo21 homenageia o autor com a publicação de um extenso dossiê sobre  a sua obra teórica. Nesta página são divulgados livros, artigos, entrevistas etc. bem como diversos textos e vídeos que examinam o profícuo trabalho intelectual desse pensador. Com satisfação, informamos que nesta mesma data está sendo criado o Centro de Estudos e Pesquisas Carlos Nelson Coutinho na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Somos gratos a Victor Neves, organizador deste extenso dossiê, pesquisador da UFRJ que, recentemente, produziu uma volumosa e competente tese acadêmica sobre o pensamento político de Carlos Nelson Coutinho. Ele é também o autor do elucidativo ensaio que abre este valioso dossiê para a pesquisa sobre a produção teórica marxista no Brasil.

Por último, lembramos que, poucos dias antes de marxismo21 ser lançado em agosto de 2012, Carlos Nelson Coutinho, de forma simpática e generosa, nos escreveu: “A difusão do marxismo no Brasil do século XXI é um fato indiscutível. Já são muitas as publicações (revistas, editoras) que compravam isso. Estou certo de que o blog marxismo21, do qual participam brilhantes intelectuais marxistas de nosso País, contribuirá ainda mais para ampliar esta difusão“.

Editoria

*******

Carlos Nelson Coutinho, filósofo democrático.

Victor Neves

Carlos Nelson Coutinho, filho de Nathan Coutinho do Rosário e Elza de Souza Coutinho, nasceu em Itabuna, no sul da Bahia, no dia 28 de junho de 1943 – que ele viria a recordar, em sua maturidade, como o “glorioso ano da batalha de Stalingrado” – e faleceu em sua casa na madrugada de 20 de setembro de 2012, após cerca de meio século de militância e atividade intelectual marxista.
Foi, sem sombra de dúvida, um dos mais importantes intelectuais brasileiros de sua geração, assim como um dos mais destacados defensores da articulação entre democracia e revolução. Essa posição política, combinada às profundas unidade e coerência de seu pensamento e à sua produtividade como intelectual orgânico da classe trabalhadora (atuou em diversas frentes, desde a tradução e a divulgação até a elaboração teórica original, tendo traduzido mais de 60 livros – boa parte dos quais portando significativa contribuição ao debate marxista –, além de ter visto publicados 13 livros e centenas de artigos e pequenos textos de sua autoria), o tornaram uma figura de referência na esquerda brasileira, assim como em diversas áreas acadêmicas como o Serviço Social, a Educação e as Ciências Sociais.
Apesar da vastidão e da variedade da produção coutiniana, sua problemática fundamental jamais se alterou: a atividade intelectual do marxista baiano esteve sempre escorada sobre a necessidade de contribuir, no plano teórico, para a superação da ordem burguesa. Fundada sobre essa base, desenvolveu-se uma concepção de mundo unitária capaz de mobilizar e combinar coerentemente desde pensadores partidários do que Perry Anderson definiu como o “marxismo
ocidental” a outros vinculados à tradição teórico-prática vigente no movimento comunista internacional – especialmente nos PCs brasileiro, italiano e francês (e também, ainda que em menor medida, soviético). Os pensadores-síntese que, para Coutinho, estabeleceram a ponte entre essas duas vertentes no campo do marxismo constituíram suas principais referências teóricas ao longo de
toda a vida adulta: Lukács e Gramsci.
Ao contrário de boa parte de seus companheiros de viagem dentre os assim chamados “renovadores” do PCB, jamais renegou sua vinculação à teoria social marxista, nem o reconhecimento da necessidade de uma revolução social – entendida por ele enquanto paulatina, progressiva e profunda transformação que superasse os impasses e as contradições da sociabilidade fundada sobre o modo de produção capitalista numa sociedade sem classes. Sua adesão a essas posições nada teve de superficial: reafirmou seu pertencimento ao campo marxista não só através do recurso a refinadas exposições quanto ao método em Marx, mas principalmente a robusto arsenal categorial haurido em variadas fontes da tradição teórica inaugurada pela crítica da economia política marxiana, buscando sempre fundamentar sua análise da vida social e cultural nos desdobramentos ou prosseguimentos desta vertente teórico-política considerados por ele os mais autorizados e atualizados. ler mais

******

I. Livros de Carlos Nelson Coutinho online:

O estruturalismo e a miséria da razão. http://book4you.org/book/1218132/e52e74

Marxismo y politica: La dualidade de poderes y otros ensayos. http://book4you.org/book/2594877/ebfe0a

Cultura e sociedade no Brasil. http://book4you.org/book/2594879/b1a4b6  

Gramsci’s political thought. http://book4you.org/book/2336577/0e6bfa

II. Artigos avulsos disponíveis online:

A democracia como valor universal. https://www.marxists.org/portugues/coutinho/1979/mes/democracia.htm

Em pdf (versão de 1979, da Revista Encontros Com a Civilização Brasileira, 09): http://www.danielherz.com.br/system/files/acervo/ADELMO/Artigos/A%2BDemocracia%2Bcomo%2BValor%2BUniversal.pdf

A época neoliberal: revolução passiva ou contrarreforma? Revista Novos Rumos, v. 49, n. 1 (2012). http://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/novosrumos/article/view/2383

A hegemonia da pequena política. Publicado no livro coletivo “Hegemonia às avessas”, às pp. 29-43.

A presença de Gramsci no Brasil. Revista Em Pauta, n. 22 (2008). http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistaempauta/article/view/50

Notas sobre cidadania e modernidade. http://www.rabaneda.adv.br/download/Ciencias%20Pol%EDticas/NOTAS-SOBRE-CIDADANIA-E-MODERNIDADE-Carlos-Nelson-Coutinho.pdf

 Como pensar o Brasil. http://www.scielo.br/pdf/ln/n54/a05n54.pdf

Crítica e utopia em Rousseau. Revista Lua Nova, n. 38. http://www.scielo.br/pdf/ln/n38/a02n38.pdf

Hegel e a democracia. Revista do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. http://www.iea.usp.br/publicacoes/textos/coutinhohegel.pdf

 O conceito de vontade coletiva em Gramsci. Publicado na revista Katálysis, vol. 12, n. 01 (2009). https://periodicos.ufsc.br/index.php/katalysis/article/view/S1414-49802009000100005

 Gramsci e o Sul do mundo: entre Oriente e Ocidente. Publicado na Revista Margem Esquerda, n. 5 (2012). https://boitempoeditorial.files.wordpress.com/2012/09/artigo-de-carlos-nelson-coutinho-gramsci-e-o-sul-do-mundo-margem-esquerda-5.pdf

Cidadania Publicado. Revista Perspectivas, da UNESP, v. 22 (1999). http://seer.fclar.unesp.br/perspectivas/article/view/2087/1709  

O Estado brasileiro: gênese, crise, alternativas. Publicado no livro coletivoFundamentos da educação escolar do Brasil contemporâneo”. http://www.epsjv.fiocruz.br/upload/d/CAPITULO_5.pdf  

Socialismo e democracia: a atualidade de Gramsci. Publicado no livro coletivoGramsci. A vitalidade de um pensamento”. http://www.afoiceeomartelo.com.br/posfsa/Autores/Aggio,%20Alberto/Gramsci%20-%20A%20Vitalidade%20de%20um%20pensamento.pdf

Introdução aos Cadernos do Cárcere. Publicado na edição brasileira dos “Cadernos do Cárcere” sob a responsabilidade de Coutinho. http://www.rabaneda.adv.br/download/Ciencias%20Pol%EDticas/Gramsci-Cadernos-Do-Carcere-Vol-I.pdf

Lukács et la literature du XXème siècle. Publicado na Revista Actuel Marx, n. 45, 2009/1, às pp. 36-51. https://gyorgylukacs.wordpress.com/2014/12/14/lukacs-et-la-litterature-du-

 Atualidade de Gramsci. 1997. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=293

Gramsci e o serviço social. 1997. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=200

Uma nova edição de Gramsci no Brasil. 1998. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=296

FHC e a “reforma” do Estado. 1998. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=349

Um filósofo democrático. Outubro de 1998. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=68

 O pensador hegemônico (com Guido Liguori, Michael Löwy e Sérgio Paulo Rouanet). 1999. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=326

Uma entrevista sobre os Bálcãs. Maio 1999. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=307

Os enigmas da modernidade, segundo Octavio Ianni. 2000. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=153

Marxismo e “imagem do Brasil” em Florestan Fernandes. 2000. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=90

Contra a corrente. 2000. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=179

Gramsci e a sociedade civil. 2000. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=209

A gênese do Capital, segundo Rosdolski. 2001. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=89

O socialismo liberal em questão. Com Marco Aurélio Nogueira. Abril de 2002. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=86

O governo Lula ou o estreito fio da navalha. Dezembro de 2002. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=132

Paixão por Gramsci. Setembro de 2003. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=224

Uma entrevista para Reportagem. Novembro de 2003. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=158

Uma entrevista para o Jornal do Brasil. Dezembro de 2003. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=67

O PT está perdendo a identidade. Fevereiro de 2004. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=63

É indispensável construir um novo partido de esquerda. Maio de 2004. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=43

Falar em golpe é mistificação. Agosto de 2005. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=404

Discutindo sociedade civil e democracia. Setembro de 2007. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=781

A época neoliberal. Outubro de 2007. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=790

IV. Entrevistas de Carlos Nelson Coutinho disponíveis online (exceto aquelas em “Gramsci e o Brasil”):

Entrevista a Dênis de Moraes. Intelectuais, luta política e hegemonia cultural. In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 87-100.

Entrevista a Néstor Kohan. A filosofia da práxis no Brasil. Tradução de Victor Neves. In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 101-107.

Revista Caros Amigos, Entrevista com Carlos Nelson Coutinho. http://www.carosamigos.com.br/index.php/politica/983-carlos-nelson-coutinho-leia-entrevista-na-integra

 Entrevista a Sérgio Granja. Carlos Nelson Coutinho: reformas geram revolução? http://laurocampos.org.br/portal/images/stories/documentos/Entrevista_Carlos_Nelson_Coutinho.pdf

Entrevista a Álvaro Bianchi. Revista CULT, Entrevista com Carlos Nelson Coutinho. http://revistacult.uol.com.br/home/2010/03/entrevista-com-carlos-nelson-coutinho/

Entrevista a José Corrêa Leite e Emiliano José. Publicada na Revista “Teoria e Debate” em junho de 2002. http://www.dotecome.com/politica/Textos/teoriadebate.htm

V. Artigos e textos curtos sobre Carlos Nelson Coutinho disponíveis online:

Antunes, Ricardo. Notas de memória: as primeiras influências de Carlos Nelson Coutinho no marxismo brasileiro. In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 27-31. https://mega.nz/#!LsR3zALJ!mFRKXlyaY2iWwSCMy7smlNwthoJ5kLDkAyRMshgD75w

 Manzano, Sofia e Pinheiro, Milton. Carlos Nelson Coutinho e a polêmica criadora. Considerações preliminares. In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 33-40. https://mega.nz/#!CxpnkRZS!Sbp5SU-1w_GXmDydqorGdiM1eJPLrl2UVqcIiDwK9Aw

Naves, Márcio. Contribuição ao debate sobre a democracia, Revista Temas de Ciências Humanas, no. 10, 1981.

Lessa, Sérgio. Vivemos tempos difíceis! In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 41-48. https://mega.nz/#!HhIzSYJY!a-afIgbSGiQE3wponFxphIWZhqV53VfJWvCWFkTz8uA

Neves, Victor. Um marxista na batalha das ideias: Carlos Nelson Coutinho e os caminhos da revolução brasileira. In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 49-75. https://mega.nz/#!3sJgmaxJ!TAIGckyP1OMSnlmzpKyCMAzLce2BufmZduKu54ziny8

 Ramos, Maria Helena Rauta. Memórias do processo de renovação da Escola de Serviço Social da UFRJ e da contribuição de Carlos Nelson Coutinho. In: Revista Praia Vermelha, v. 22, nº 2, jan.-jun. 2013, Especial Carlos Nelson Coutinho. Pp. 77-85. https://mega.nz/#!D8hAUJwK!Li_kt75zYve4OWeX7OcoPdGM6eJYATG_orymncCyY_4

 Praia Vermelha v 22, n. 2, Especial Carlos Nelson Coutinho. Contendo diversos artigos sobre ele, assim como versão de seu curriculum vitae elaborada por José Paulo Netto a partir de material compilado pelo próprio Coutinho. https://drive.google.com/file/d/0B0–tS_Kbeq-Z3ZFQnZvQkItVC16REp4c1RzRW9DYW9OWDlF/edit

Sarapegbe, Rivista di cultura e società del Brasile e altri mosaici, numero speciale, Anno II, n. 5, gennaio-marzo 2013. Com artigos de Giorgio Baratta, Florisvaldo Mattos e outros.  http://www.sarapegbe.net/sommario_rivista.php?quale=16

Sobre Carlos Nelson: de Adelmo Genro Filho. A democracia como valor operário e popular (resposta a Carlos Nelson Coutinho). http://www.danielherz.com.br/system/files/acervo/ADELMO/Artigos/A+Democracia+como+Valor+Operario+e+Popular.pdf

 Sobre Carlos Nelson: de Luiz Sérgio Henriques e Marco Aurélio Nogueira. O Gramsci de Carlos Nelson Coutinho. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=210  

Sobre Carlos Nelson: de Marco Aurélio Nogueira. De Rousseau a Gramsci, na visão de C.N. Coutinho. http://www.acessa.com/gramsci/?page=visualizar&id=1490  

Sobre Carlos Nelson: de Mozart Silvano Pereira (resenha). De Rousseau a Gramsci: ensaios de teoria política. http://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/resenha2015_06_06_23_22_3133.pdf  

Sobre Carlos Nelson: de Jaldes Reis de Meneses. Carlos Nelson Coutinho: a hegemonia como contrato. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-66282013000400006

Sobre Carlos Nelson: de Giovanni Semeraro. Coutinho, un maestro alla scuola di Gramsci. In: Critica Marxista, n. 3-4 / 2013, pp. 35-44. Roma: Critica Marxista, 2013. http://www.igsitalia.org/5.%20SEMERARO.pdf

Sobre Carlos Nelson: de César Toledo e Jarbas Gomes. O leitor de Gramsci. In: Revista Contemporânea de Educação, vol. 07, n. 14, agosto/dezembro de 2012.

https://revistas.ufrj.br/index.php/rce/article/viewFile/1681/1530]

VI. Teses e dissertações sobre Carlos Nelson Coutinho:

 Adriano Nascimento Silva. A “via democrático ao socialismo” na obra de Carlos Nelson Coutinho. http://www.liber.ufpe.br/teses/arquivo/20031104151947.pdf

Rafael da Rocha Massuia. Marxismo e literatura: A recepção do pensamento de Gyorgy Lukács em Leandro Konder e Carlos Nelson Coutinho.

http://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/109298/ISBN9788579834790.pdf?sequence=1

 Victor Neves, Democracia e revolução: um estudo do pensamento político de Carlos Nelson Coutinho. Contém Apêndice com levantamento de textos publicados sobre Coutinho em diversos meios e suportes, e, dentre os Anexos, a reprodução de seu curriculum vitae elaborado por José Paulo Netto a partir de material compilado pelo próprio Coutinho. https://mega.nz/#!DpZywBqI!_WLppa5GA3SzB7R-uKV9lcgkmqAUAqdVOMSYqRtMOyQ

VII. Vídeos com intervenções de Carlos Nelson Coutinho:

 Gramsci e a Comuna de Paris: https://www.youtube.com/watch?v=S_F8_1QblkI  

Os Grundrisse de Marx. Com Carlos Nelson Coutinho, José Paulo Netto e Virgínia Fontes: https://www.youtube.com/watch?v=cuDSsZ2JQz0

 Entrevista com Carlos Nelson Coutinho para a GloboNews, programa Milênio. https://www.youtube.com/watch?v=hyjTsPSi-Sg

 Entrevista Carlos Nelson Coutinho, Partidos e Movimentos. Com Milton Temer. https://www.youtube.com/watch?v=DgMhScIVgds

 Intervenção sobre o “Cesarismo Periférico” no Seminário “Teoria Política do Socialismo: Antonio Gramsci, as periferias e os subalternos”. https://www.youtube.com/watch?v=iiEyE2SjmZY

 Mesa redonda Política e democracia em Lukács, Partes I a V. Link para a Parte I: https://www.youtube.com/watch?v=4En5T3jpr0k ; https://www.youtube.com/watch?v=otZds3m6UH8&list=PL4HMODm7Kt25Jh_ne5bEV1BB5ORTX9_wO ; https://www.youtube.com/watch?v=kLcxw9feLM0 ; https://www.youtube.com/watch?v=Ww4FmKUd-Wc ; https://www.youtube.com/watch?v=xcFdV6U6Upo

 Valentino Gerratana, filosofo democratico. https://www.youtube.com/watch?v=d1ftf7DXjz0&list=PLTILxwyFpZwlok1ObDKYm9etdOoTdUuUx

Eu apoio o MST – Carlos Nelson Coutinho, professor da UFRJ. https://www.youtube.com/watch?v=k0oX99XvWQk&list=PLTILxwyFpZwlok1ObDKYm9etdOoTdUuUx&index=2

 Carlos Nelson Coutinho saúda o VI Congresso da UJC.  https://www.youtube.com/watch?v=Rk98RlTxxf8&index=4&list=PLTILxwyFpZwlok1ObDKYm9etdOoTdUuUx

 Palestra sobre a obra de Nelson Werneck Sodré. Partes I a VI.  https://www.youtube.com/watch?v=Ma6w-WlP–s

 VIII. Vídeos com intervenções sobre Carlos Nelson Coutinho:

 Homenagem a Carlos Nelson Coutinho, pela Academia de Letras da Bahia. https://www.youtube.com/watch?v=AMQ-asEKLow  

Seminário Internacional Carlos Nelson Coutinho Evento ocorrido no Rio de Janeiro entre os dias 11 e 13 de novembro de 2013 no Salão Pedro Calmon, no campus da Praia Vermelha da UFRJ.

Conferência Inaugural

Carlos Nelson Coutinho e a renovação do marxismo – Michael Löwy – Brasil/França. Mediação Prof: Roberto Leher.

Link do vídeo: http://youtu.be/KXUTM7YF9L8

Mesa redonda 1:

Carlos Nelson Coutinho e a renovação do marxismo no Brasil: Carlos Nelson e o marxismo brasileiro – Antonio Carlos Mazzeo Link do vídeo: http://youtu.be/PzcI284z7II

O marxismo de Carlos Nelson Coutinho – Marcelo Braz Link do vídeo: http://youtu.be/oAMuCbBJobQ

O debate sobre Gramsci no Brasil e o legado de Coutinho – Giovanni Semeraro Link do vídeo: http://youtu.be/Y7y3qVQpxak

Mesa redonda 2:

Carlos Nelson Coutinho e o Brasil. Mediação: Agnaldo Fernandes Carlos Nelson Coutinho: intérprete do Brasil – Virginia Fontes Link do vídeo: http://youtu.be/Sr7AbSdKF7Y

O “nacional-popular” na cultura brasileira – Eduardo Granja Coutinho Link do vídeo: http://youtu.be/Qc3NDZLc0jM

Mesa redonda 3:

Carlos Nelson Coutinho e o Brasil: a crítica da cultura. Mediação: Henrique Wellen O lugar de Carlos Nelson na cultura brasileira contemporânea – Celso Frederico Coutinho e a crítica literária – Ranieri Carli Link do vídeo: http://youtu.be/2BRT7WH8660

A atualidade de “O estruturalismo e a miséria da razão” para a crítica do pós-moderno – Mavi Rodrigues Link do vídeo: http://youtu.be/8SmTgVOQXHE

Mesa Temática 1:

As ideias de Coutinho e a estratégia da revolução brasileira: ontem e hoje. Mauro Iasi e Milton Temer Debatedor: Neuri Rosseto – A contribuição histórica do MST Coordenação: Luiz Eduardo Motta Link do vídeo: http://youtu.be/17PRSocsmxM

Mesa Temática 2:

Carlos Nelson Coutinho: influência na Educação e no Serviço Social. Coordenação: Cezar Maranhão. Gaudêncio Frigotto e Ivete Simionato/ Debatedores: Marilda Iamamoto e Lucia Neves Link do vídeo: http://youtu.be/AQQdpyPNfcI

Mesa Temática 3:

A crise mundial, as lutas de classes e o papel dos intelectuais. Marcos Del Roio, Marildo Menegat e Milton Pinheiro. Debatedor: Cristina Bezerra. Coordenação: Representante da turma de Assentados da Reforma Agrária da ESS/UFRJ – Turma Carlos Nelson Coutinho. Link do vídeo: http://youtu.be/ZbLeVTF8iHA

Conferência de Encerramento

Jose Paulo Netto e Francisco Louçã – Portugal. Mediação: Luis Acosta. Link do vídeo: http://youtu.be/I4szVT6b1us

Seminário Internacional Tra Brasile ed Europa: In memoria di Carlos Nelson Coutinho. Promovido pela International Gramsci Society [IGS]. Com intervenções de Guido Liguori, Giovani Semeraro, Pasquale Voza, Valeria Ribeiro, Victor Neves, Raul Burgos, Francesca Chiarotto, Lea Durante, Antonino Infranca, Manuela Ausilio, Angelo D’Orsi, Eleonora Forenza, Andrea Teixeira.

Informações, textos preparatórios e áudios das intervenções no evento em: http://www.igsitalia.org/index.php?option=com_content&view=article&id=231:seminario-tra-brasile-e-europa&catid=69:in-memoria-di-carlos-nelson-coutinho&Itemid=115

 Homenagem de José Paulo Netto a Carlos Nelson Coutinho. https://www.youtube.com/watch?v=aV3Jjqkp818&spfreload=5

Democracia e socialismo: homenagem a Carlos Nelson Coutinho por Marco Aurélio Nogueira. https://www.youtube.com/watch?v=J-rDS0huLHg

Homenagem Boitempo a Carlos Nelson Coutinho 2012. https://www.youtube.com/watch?v=W88Ht_S-m5o&index=5&list=PLTILxwyFpZwlok1ObDKYm9etdOoTdUuUx

 Homenagem feita a Carlos Nelson Coutinho (por Mauro Iasi – in memoriam).https://www.youtube.com/watch?v=znuZ6GAPzZEc

Homenagem feita ao professor Carlos Nelson Coutinho (por Ricardo Antunes – in memoriam). https://www.youtube.com/watch?v=NY8FQc2KzK4

IX. Notas de homenagem a CNC por ocasião de sua morte

 

Esta entrada foi publicada em Autores Marxistas. ligação permanente.