especiais

0
especiais
  • Francisco Martins Rodrigues (1927-2008)

    Voltado predominantemente para a divulgação de trabalhos de autores brasileiros, marxismo21 tem divulgado, em sua seção de Dossiês Especiais, trabalhos de pensadores estrangeiros que são debatidos e incorporados por setores do marxismo no Brasil. Francisco Martins Rodrigues, combativo marxista português, é o objeto do dossiê aqui publicado. Organizado por simpatizantes e colaboradores de seu Conselho Consultivo, este dossiê consta de um conjunto de materiais (artigos, livros, entrevistas, vídeos) que permitem conhecer a extensa e produtiva atividade teórica e política do pensador lusitano. Somos gratos, pois, aos camaradas do Coletivo Cem Flores, pela iniciativa de propor e organizar o presente dossiê. Editoria ****** Apresentação Nascido em 1927, em Portugal, Francisco Martins Rodrigues trabalhou, ainda adolescente, em uma livraria em Lisboa, antes de tornar-se aprendiz de mecânico na TAP, emprego que perdeu em seguida, por causa de sua primeira prisão pela ditadura portuguesa, ainda em 1950. Participava, então, do Movimento de Unidade Democrática (MUD) juvenil, movimento de oposição autorizado pelo governo salazarista, o qual contava com importante participação do Partido Comunista Português (PCP), partido no qual entra logo depois. Preso seguidas vezes no começo dos anos 1950, contrai tuberculose e passa boa parte do ano de 1954 em tratamento. Curado, torna-se militante profissional do PCP e […]

  • Marx200 Brasil

    Este dossiê busca divulgar o conjunto de livros, revistas, artigos, teses e dissertações acadêmicas e outros materiais que, no Brasil, foram produzidos sob a orientação teórica de Karl Marx. Acredita o  site que a forma mais pertinente e consistente de homenagear este pensador revolucionário é a de mostrar a profunda influência que sua obra exerceu e continua exercendo  sobre o pensamento crítico brasileiro. Concebida em oito seções teóricas, esta primeira postagem do dossiê se dedica a divulgar apenas três delas. Com a colaboração dos membros de seu Conselho Consultivo e seus leitores, o site – um espaço aberto a todo/as que se empenham pela divulgação da obra de Marx no Brasil – se propõe a ampliar este dossiê com a inserção de novas matérias pertinentes à problemática aqui examinada. Editoria / 5 de julho de 2018 ****** 1. HISTÓRIA DO MARXISMO NO BRASIL COLETÂNEA HISTÓRIA DO MARXISMO NO BRASIL https://marxismo21.org/wp-content/uploads/2012/12/historia.zip BANDEIRA, Luiz Alberto Muniz. O ano vermelho. A revolução russa e seus reflexos no Brasil. http://www.libgen.io/book/index.php?md5=C1FC63C255F493D2AA6C4C89D3B8CFA0 BATALHA, Cláudio. O Manifesto Comunista e sua recepção no Brasil https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/dossie9Dossie6.pdf BIANCHI, Alvaro. Octávio Brandão e o confisco da memória: notas à margem da história do comunismo brasileiro https://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/artigo277merged_document_261.pdf BIANCHI, Alvaro. O Brasil dos […]

  • Domenico Losurdo (1941-2018)

    DOMENICO LOSURDO (1941-2018) Com pesar, marxismo21 registra o falecimento – na manhã desta quinta-feira (28/6) – de DOMENICO LOSURDO, pensador italiano que é autor de  uma extensa e  fecunda obra crítica que tematiza problemáticas relevantes da filosofia, história e política contemporâneas. Na melhor tradição do pensamento marxista clássico, Losurdo consegue articular de forma consistente, a reflexão teórica materialista com uma lúcida e ativa militância política. Provas eloquentes disso são – no exterior e no Brasil – seus livros, artigos, entrevistas, presença em centros de pesquisas, participação em simpósios acadêmicos, editoriais  etc, sempre orientados pelo confronto aberto e polêmico de ideias sob a dimensão do marxismo revolucionário. No deserto de ideias críticas, hoje dominante no mundo contemporâneo, é de se lamentar o desparecimento da lúcida inteligência crítica do marxista italiano. O presente dossiê é uma foma de homenagem à fecunda obra e militância de DOMENICO  LOSURDO. Editoria ******  Página Domenico Losurdo Info Brasil http://domenicolosurdoinfobrasil.blogspot.com/ Homenagem da Editora Boitempo (texto e vídeos) https://blogdaboitempo.com.br/2018/06/28/domenico-losurdo-1941-2018/ Livros: A luta de classes: uma história política e filosófica https://drive.google.com/open?id=1bnROzPL_dwY57x9WZDCz6gDOfwqjKmbE A não violência: uma história fora do mito https://drive.google.com/open?id=19eGD64AAp_HY8aZ5HbCRRrBz9D9-uxF- Fuga da história? A revolução russa e a revolução chinesa vistas de hoje https://drive.google.com/open?id=1ViS048sLyN4xmkGEZCaFN0k0I8FYFcxk Democracia ou bonapartismo: triunfo ou […]

  • Marx 200 anos

    KARL MARX COMPLETA 200 ANOS! Nota editorial de marxismo21 Em 5 de maio de 1818, nascia Karl Marx na cidade de Tréveris (Trier) na Alemanha. Apesar de todas as dificuldades que teve de enfrentar em vida – falta de recursos para a sobrevivência familiar nos diferentes países em que viveu, constante perseguição estatal-policial em diversos países, morte de vários filhos etc. –, Marx produziu uma vasta, diversificada e criativa obra que abrangeu a filosofia, a economia, a política, a história.  Nem mesmo seus adversários deixam de reconhecer que foi ele um dos maiores pensadores de toda a humanidade; inegável também reconhecer que sua obra influenciou de maneira até então desconhecida alguns dos mais importantes acontecimentos históricos posteriores ao seu falecimento em 1883. Friedrich Engels, fiel amigo e companheiro d´armas, no dia do enterro de Marx, certeiramente, previu: “O seu nome continuará a viver pelos séculos, e a sua obra também!” As formulações teóricas de Marx adquiriram força material ao longo de todo o século XX, inspirando diretamente o movimento operário e socialista na Revolução Soviética de 1917 e outras revoluções em todo o mundo. Suas ideias conseguiram ultrapassar a derrota histórica dessas experiências no final do século passado, pois fornecem […]

  • István Mészáros (1930-2017)

    Entendendo que a forma mais adequada e pertinente de homenagear um relevante pensador é divulgar a sua obra, marxismo21 publica um dossiê sobre ISTVÁN MÉSZÁROS, recentemente falecido (1930-2017).  Discípulo de György Lukács, Meszáros é autor de uma influente e extensa obra no interior do pensamento marxista contemporâneo. Na melhor tradição do marxismo clássico, o pensador húngaro sempre buscou articular seu trabalho teórico com o envolvimento social e político. Prova disso são suas estreitas relações com movimentos sociais populares de esquerda na América Latina e no Brasil Somos agradecidos a Maria Cristina Paniago pelo intenso e cuidadoso trabalho na organização deste dossiê, sugerido à Editoria por Maria Orlanda Pinassi, atuante  membro do Conselho Consultivo do site. A esta colega, bem como a Caio Sgarbi Antunes e Demétrio Cherobini – que participaram ativamente da produção deste dossiê – somos igualmente gratos. Todos os quatro acadêmicos são conhecidos pesquisadores da obra de István Mészáros fato que pode explicar a qualidade e riqueza do material que aqui é oferecido. Editoria ***** I. Livros do autor (inglês e português) Social Structure and Forms of Consciousness, Volume 1: The Social Determination of Method : http://www.libgen.io/book/index.php?md5=92C8B7DEA9B20647F43E47A54F6CCB17  Social structure and forms of consciousness. Vol. 2, The dialectic of […]

  • jornadas de junho 2013

    Matérias diversas (artigos, notas de entidades, blogs, vídeos, músicas, textos complementares etc.) desta página documentam as jornadas de junho que levaram milhões de pessoas às ruas e praças de todo o país. Os significados, a natureza contraditória e a complexidade dessas manifestações de radicalidade social e política são aqui debatidos; são privilegiadas análises de entidades e  autores comprometidos com o pensamento progressista e de esquerda. Como se poderá comprovar, esta página apresenta diferentes e, por vezes, antagônicas interpretações das jornadas de junho. Por meio dela, marxismo21 busca contribuir para que se possa alcançar um adequada compreensão crítica e autocrítica dos acontecimentos que desafiaram os socialistas e questionaram em profundidade a democracia liberal-burguesa no Brasil. Tendo em vista sua natureza dinâmica, a colaboração dos leitores é bem-vinda. Postaremos as matérias recebidas que se alinham com os objetivos e a orientação acima explicitados. Textos aqui divulgados também constam de sites/blogs abaixo informados. Editores/junho 2013 ****** Documentos e Notas de entidades Movimento Passe Livre Pesquisadores da USP Contra a violência da PM Pela Liberdade de Expressão Nota do PCB Nota do PCdoB Direção PCO Nota do PSOL Direção do PSTU Nota da AE/PT Arma da Crítica CC L. Carlos Prestes Consulta Popular LBI-QI LER-QI  Refundação Comunista FARJ C. Comunista Internacional PCR […]

  • A Comuna de Paris de 1871

    Significativa e relevante experiência social e política da luta dos trabalhadores e dos movimentos sociais populares pela construção do socialismo,  A COMUNA DE PARIS DE 1871 foi e continua sendo um objeto permanente de reflexão e inesgotáveis ensinamentos para todos que buscam a radical transformação do Estado e sociedade capitalistas. Por ocasião dos 142 anos de sua comemoração, os socialistas revolucionários de todas latitudes continuam afirmando que os valores, ideais e objetivos desta autêntica “fulguração na história” não deixam de ser atuais enquanto persistirem em todo o mundo as estruturas iníquas e opressivas da ordem capitalista e imperalista. Nas definitivas palavras de Lênin, “a causa da Comuna é a causa da revolução social, é a causa da completa emancipação política e econômica dos trabalhadores, é a causa do proletariado mundial. E neste sentido é imortal”. Associando-se a todos que homenageiam a heróica luta de mulheres, homens e crianças que deram suas vidas na defesa da humanidade, marxismo21 nesta página divulga, predominantemente, trabalhos (artigos, vídeos de aulas e palestras, filmes etc.) sobre a Comuna de Paris publicados no país. Igualmente textos de clássicos do pensamento marxista são aqui divulgados. A Comuna não está morta! VIVA A COMUNA DE PARIS! Os Editores, abril de 2013 Marx e […]

  • Oscar Niemeyer

    O reconhecimento do trabalho arquitetônico de Oscar Niemeyer é praticamente unânime em todo o mundo. O conjunto da mídia, brasileira e internacional – por meio de extensas matérias e depoimentos de artistas e intelectuais –, tem exaltado a criatividade, a originalidade, a plasticidade e a genialidade dessa ciclópica e ecumênica obra. Certamente, poucos artistas no mundo e em todos os tempos alcançaram semelhante consagração; nas palavras de seu dileto amigo Darcy Ribeiro, “Oscar Niemeyer (será) o único brasileiro a ser lembrado, no mundo todo, daqui a mil anos”. Nesta breve homenagem, marxismo21 busca destacar qualidades e valores que nem sempre foram devidamente ressaltados nas extensas matérias dedicadas ao arquiteto: o engajamento humanista e o compromisso com os ideais comunistas. Na sintética definição de Eduardo Galeano, Niemeyer ama as curvas, mas “odeia as linhas retas e o capitalismo.” O texto de Niemeyer publicado – informando como ele concebeu uma de suas obras engajadas –, permite-nos esclarecer um pouco de sua concepção estética e política. Como repetidamente afirmava, mais importante do que a arquitetura era a revolução. Questionando alguns críticos de esquerda no Brasil, divulgamos um artigo de um jovem arquiteto marxista; para Alexandre Benoit, o conjunto do trabalho de Niemeyer deve […]

  • Eric Hobsbawm

    Reconhecendo a relevância e a fecundidade da produção historiográfica de Eric Hobsbawm – cujos trabalhos sempre estiveram comprometidos com as lutas dos trabalhadores e com a defesa do socialismo –,  marxismo21 manifesta seu pesar pelo recente desaparecimento desse autor. O pensamento crítico e socialista de todo o mundo perde, hoje, uma de suas figuras mais expressivas e emblemáticas. Nesta breve homenagem, publicamos dele o instigante “Manifesto para a Renovação da História”; por sua vez, Diorge Konrad – na qualidade de historiador, militante socialista e membro de nosso conselho consultivo -,  dá um depoimento pessoal sobre sua aproximação com a obra de Hobsbawm; ao mesmo tempo mostra a importância dela para a historiografia marxista, em particular, para  a pesquisa sobre a história social e o mundo do trabalho.  A seguir são informados os links que permitem acesso a uma dissertação acadêmica, artigos, resenhas e entrevistas de renomados especialistas em torno da obra do autor. Por último, marxismo21 publica três manifestações de partidos políticos da esquerda brasileira sobre a morte de Eric Hobsbawm. Editores ***** Eric Hobsbawm autografa A era dos extremos, em Paraty, RJ. (Detalhe significativo: um jornal da classe operária brasileira, até final da sessão, permaneceu à esquerda do historiador marxista.) ***** Manifesto para a renovação da história Eric HOBSBAWM (texto apresentado […]

  • Proposta Editorial

    marxismo21 Tantas vezes anunciada como superada ao longo de mais de um século, a teoria marxista tem despertado um significativo e abrangente interesse em todo o mundo. Para nós, isso decorre de sua natureza científica e de sua dimensão crítica, decisivas não apenas para a análise e diagnóstico da crise estrutural do capitalismo como também para a radical superação desta forma de sociabilidade, sobretudo a partir da mais recente crise da economia capitalista. Entendemos também que o marxismo apenas conseguirá responder aos desafios do século 21 caso se mantenha aberto à confrontação permanente com os novos fenômenos da atualidade, seja na economia, seja na política, na cultura, etc., testando sempre a validade de suas hipóteses. Por sua vez, a afirmação teórica do marxismo nunca será um ato gratuito, implicando sempre um compromisso com as lutas sociais e políticas contra o capitalismo e pelo socialismo. Com características inéditas no Brasil, marxismo21 visa responder às necessidades intelectuais não apenas de estudantes e pesquisadores, mas também de militantes sociais e partidários, professores e estudantes do ensino médio, informando-os sobre as programações, os eventos e as distintas produções teóricas comprometidas com as obras teóricas de Marx e Engels. Convencidos de que a riqueza e a […]

Comments are closed.

Powered by themekiller.com