movimentos sociais

As manifestações de massa ocorridas nos últimos anos em diversos países, particularmente no Brasil, revelam a insatisfação de milhões e milhões de homens e mulheres com as soluções ainda mais perversas que o sistema do capital oferece aos trabalhadores como saída para a superação de sua crise orgânica como também a força e a radicalidade dos movimentos sociais. Num período em que grande parte das iniciativas políticas da esquerda socialista foi canalizada para o interior da institucionalidade burguesa, o protagonismo assumido pelos movimentos sociais no último período expressa a vitalidade das lutas sociais e da perspectiva anticapitalista bem como a busca de novos caminhos de organização, mobilização e ação políticas. A pluralidade de demandas, projetos e formas organizativas apresentadas pelos movimentos sociais refletem a própria variedade de sujeitos políticos e sociais presentes no mundo do trabalho, dando voz e vez a grupos e indivíduos antes fadados à apatia política e/ou à resignação diante de processos eleitorais que legitimam a dominação burguesa.

Diante deste novo cenário, marxismo 21 – buscando contribuir para o estudo, a reflexão, o debate e a troca de experiências sobre os movimentos sociais – publica aqui artigos, trabalhos acadêmicos, entrevistas, documentos, sites, vídeos e uma importante produção intelectual, sob a orientação da teoria marxista, sobre a história, a configuração e a dinâmica dos movimentos e das lutas sociais, além de temas e problemas relacionados. Neste sentido a nova seção pretende contribuir para abolir a distância entre o chamado “marxismo acadêmico” e o “marxismo do movimento operário”, e do movimento social – que separa a teoria da prática, empobrecendo e esvaziando ambos os campos e convertendo o marxismo num ritual acadêmico cada vez mais institucionalizado e submetido a critérios de avaliação estranhos ao seu conteúdo mais profundo, a vinculação à prática e à transformação social, enquanto o movimento social passa a pautar as suas atividades por concepções alheias ao materialismo histórico e dialético. Sabemos que a superação dessa distância envolve um grande conjunto de questões, mas nos alegraremos caso possamos dar um pequeno passo na formulação do problema. A seção pretende ainda favorecer o contato direto com movimentos, entidades e centros de estudo disponibilizando seus endereços eletrônicos e assim contribuindo para a divulgação de suas atividades e de sua própria produção política e teórica. Por conta disto, a seção movimentos sociais encontra-se aberta às contribuições de grupos, entidades e indivíduos num processo de construção permanente e coletiva.

Editores

*******

1) Endereço eletrônico das entidades com o link para acesso direto.

ANDES – http://www.andes.org.br/andes/portal.andes

APIB – ARTICULAÇÃO DOS POVOS INDÍGENAS DO BRASIL. http://blogapib.blogspot.com.br

COMANDO DE LUTA PELO PASSE LIVRE. http://comandopasselivre.blogspot.com.br/

CONDSEF – CONFEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL. http://www.condsef.org.br/

CONTAG – CONFEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA. http://www.contag.org.br/

CPT – COMISSÃO PASTORAL DA TERRA. http://www.cptnacional.org.br/

FASUBRA – http://www.fasubra.org.br/

FETAEG – FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NA AGRICULTURA DO ESTADO DE GOIÁS. http://www.fetaeg.org.br/home.asp

FETRAF – FEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS NA AGRCULTURA FAMILIAR. http://www.fetraf.org.br/

FRENTE DE LUTA/GO https://pt-br.facebook.com/frente.delutago

LIBERDADE SINDICAL,  http://www.liberdadesindical.com.br/

MEMORIAL DAS LIGAS CAMPONESAS. http://www.ligascamponesas.org.br/?page_id=99

MOVIMENTO PASSE LIVRE – SÃO PAULO. http://saopaulo.mpl.org.br/

MOVIMENTO TERRA LIVRE. http://mtl-di.blogspot.com.br/

MOVIMENTO TERRA E LIBERDADE. https://pt-br.facebook.com/pages/Mtl-Movimento-Terra-Trabalho-E-Liberdade-l/135211193318035

MOVIMENTO DOS TRABALHADORES SEM TETO. http://www.mtst.org/

MOVIMENTO DE LIBERTAÇÃO DOS SEM TERRA. https://pt-br.facebook.com/MlstAlagoas

MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA. http://www.mst.org.br/

SINASEFE –http://www.sinasefe.org.br/v3/

SINDICATO NACIONAL DOS DOCENTES DAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR – ANDES/SN. http://www.andes.org.br/andes/portal.andes

TARIFA ZERO/MOVIMENTO PASSE LIVRE http://tarifazero.org/mpl/

TARIFA ZERO/GOIÂNIA http://tarifazerogoiania.wordpress.com/

VIA CAMPESINA- MST. http://www.mst.org.br/taxonomy/term/362

 

2) Textos e demais materiais relacionados às lutas sociais e suas memórias (artigos, resoluções e documentos, vídeos, entrevistas, etc.).

Acampamento Indígena Revolucionário (AIR): Gênese e breve história do movimento indígena revolucionário. http://www.midiaindependente.org/pt/red/2010/12/481988.shtml

A luta ela moradia. Entrevista com Luiz Gonzaga da Silva (Gegê). http://www.ifch.unicamp.br/criticamarxista/arquivos_biblioteca/entrevista4Entrevista%201.pdf

Resoluções do Encontro de Movimentos em luta por uma Universidade Popular (ENMUP). http://enmup2014.wordpress.com/2014/08/25/carta-de-fortaleza/

Entrevista comLuiz Gonzaga da Silva(Gegê), do Movimento de Moradia do Centro (MMC) – 08/04/2011 (Brasil de Fato)http://www.brasildefato.com.br/node/6053

Entrevista de Sonia Guajajara, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil ao IHU (30/9/2013) http://www.ihu.unisinos.br/noticias/524186-e-hora-de-ir-para-cima-para-o-embate

Entrevista com Guilherme Boulos, da Coord. Nacional do MTST- 10/01/2014 http://www.youtube.com/watch?v=Ui0U-1XT3QU

Guilherme Boulos: “A nossa cor é a cor vermelha”, do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) –24/06/2014 (Brasil de Fato). http://www.brasildefato.com.br/node/28941

Outro Canal: entrevista com Guilherme Boulos, do MTST – 05/06/2014 http://outraspalavras.net/blog/2014/06/05/outro-canal-entrevista-com-guilherme-boulos-do-mtst/

 Por que ocupamos? Uma introdução à luta dos sem-teto , Guilherme Boulos

Entrevista com a coordenação do Movimento Terra Livre

Manifesto Movimento Terra Livre

Entrevista com Angela Davis https://www.youtube.com/watch?v=sr6Qn6aJsCc

Movimento Negro Socialista – Esquerda Marxista http://www.marxismo.org.br/MNS

BARBOSA, Milton (Movimento Negro Unificado). Um pouco da História Não Oficial! Movimento Negro Unificado. 27 anos de luta. http://afrodescendentes1.blogspot.com.br/p/afromundos.html

ORGANIZAÇÃO POPULAR. A Máfia dos Transportes e a Criminalização dos Movimentos Sociais. http://organizacaopopular.wordpress.com/textos/nossos-textos/a-mafia-dos-transportes-e-a-criminalizacao-dos-movimentos-sociais/

3) Textos sobre lutas sociais, movimentos sociais e temas relacionados.

a) Autores estrangeiros:

BENSAÏD, Daniel.Mundialização: Nações, Povos, Etnias. http://www.marxists.org/portugues/bensaid/1995/mes/povos.htm

BENSAÏD, Daniel. Sobre a Luta Estudantil Contra o Contrato Primeiro Emprego. http://www.marxists.org/portugues/bensaid/ano/mes/luta.htm

CANNON, James P. A Revolução Russa e o Movimento Negro Norte-Americano. http://www.marxists.org/portugues/cannon/1959/05/08.htm

ELLEY, Geoff. Forjando a democracia: a história da esquerda na Europa (1850-2000).http://pt.scribd.com/doc/191707332/09-ELEY-Geoff-Forjando-a-Democracia-A-Historia-da-Esquerda-na-Europa-pp-73-113-pdf http://pt.scribd.com/doc/29043225/ELEY-Geoff-A-historia-da-esquerda-na-Europa-157-202

http://pt.scribd.com/doc/198080476/29042196-ELEY-Geoff-a-Historia-Da-Esquerda-Na-Europa-263-272

http://pt.scribd.com/doc/29042533/ELEY-Geoff-A-historia-da-esquerda-na-Europa-441-463

http://pt.scribd.com/doc/29043334/ELEY-Geoff-A-Historia-da-Esquerda-na-Europa-521-557

ENGELS, FriedrichA situação da Classe Operária em Inglaterra. http://www.gepec.ufscar.br/textos-1/teses-dissertacoes-e-tccs/a-situacao-da-classe-operaria-em-inglaterra-friedrich-engels/view

ENGELS, Friedrich. O Programa Agrário dos Cartistas. http://www.marxists.org/portugues/marx/1847/11/01.htm

ENGELS, Friedrich. Agitação Cartista. http://www.marxists.org/portugues/marx/1847/12/30.htm

ENGELS, Friedrich. A Coercion Bill para a Irlanda e para os Cartistas. http://www.marxists.org/portugues/marx/1848/01/08.htm

ENGELS, Friedrich. Revolução e Contra-Revolução na Alemanha. http://marxists.catbull.com/portugues/marx/1852/revolucao/index.htm

ENGELS, Friedrich. Discurso Sobre a Acção Política da Classe Operária. http://www.marxists.org/portugues/marx/1871/09/21.htm

ENGELS, Friedrich.Nota Prévia a «A Guerra dos Camponeses Alemães». http://www.marxists.org/portugues/marx/1870/02/11.htm

ENGELS, Friedrich.Para a Questão da Habitação. http://www.marxists.org/portugues/marx/1873/habita/index.htm

ENGELS, Friedrich. A Questão Camponesa em França e na Alemanha. http://www.marxists.org/portugues/marx/1894/11/22.htm

FANON, Frantz. Os Condenados da Terra. http://www.marxists.org/portugues/fanon/1961/condenados/index.htm

FRANK, André Gunder e FUENTES, Marta. Dez teses acerca dos movimentos sociais. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-64451989000200003

GRAMSCI, Antonio. Caderno 25. Às margens da História (História dos grupos sociais subalternos).

LÊNIN, Vladimir I. Sobre os Sindicatos (Coletânea de Artigos). http://www.marxists.org/portugues/lenin/livros/sindicato/index.htm

LÊNIN, Vladimir I. As Tarefas do Movimento Operário Feminino na República dos Sovietes. http://www.marxists.org/portugues/lenin/1919/09/25.htm

KOLLONTAI, Alexandra. Às Mulheres Trabalhadoras. http://www.marxists.org/portugues/kollontai/1918/mes/mulheres.htm

KOLLONTAI, Alexandra. O Comunismo e a Família. http://www.marxists.org/portugues/kollontai/1920/mes/com_fam.htm

KOLLONTAI, Alexandra. A Família e o Estado Socialista. http://www.marxists.org/portugues/kollontai/ano/mes/familia.htm

MANDEL, Ernest. O Movimento Estudantil Revolucionário. www.marxists.org/portugues/mandel/1968/09/21.htm

MANDEL, Ernest. A Burocracia no Movimento Operário. http://www.marxists.org/portugues/mandel/ano/mes/burocracia.htm

MARIÁTEGUI, José Carlos. As Reivindicações Feministas. http://www.marxists.org/portugues/mariategui/1924/12/19.htm

MARX, Karl. Luta de Classes e Luta Política. http://www.marxists.org/portugues/marx/1847/04/luta-class-luta-polit.htm

MARX, Karl. Mensagem Inaugural da Associação Internacional dos Trabalhadores. http://www.marxists.org/portugues/marx/1864/10/27.htm

MARX, Karl. Estatutos Gerais da Associação Internacional dos Trabalhadores.http://www.marxists.org/portugues/marx/1871/10/24.htm

MARX, Karl. A Questão Irlandesa. http://www.marxists.org/portugues/marx/1869/11/questao.htm

MARX, Karl. A Guerra Civil em França. http://www.marxists.org/portugues/marx/1871/guerra_civil/index.htm

MARX, Karl. A Nacionalização da Terra. http://www.marxists.org/portugues/marx/1872/06/15.htm

PANNEKOEK, Anton. A Força Contra-Revolucionária dos Sindicatos. http://www.marxists.org/portugues/pannekoe/1920/mes/forca.htm

PANNEKOEK, Anton. O Sindicalismo. http://www.marxists.org/portugues/pannekoe/1936/mes/sindicalismo.htm

Programa dos comissários de seção. Movimento operário de Turim, Itália, jornal L’Ordine Nuovo, novembro de 1919.

REGALSKY, Pablo. Las paradojas del proceso constituyente boliviano.

RIAZANOV, David. A Doutrina Comunista do Casamento. http://www.marxists.org/portugues/riazanov/ano/casamento/index.htm

TROTSKY, Lev. Os Sindicatos na Época da Decadência Imperialista. http://www.marxists.org/portugues/trotsky/1940/mes/sindicato.htm

ZETKIN, Clara. Apenas Junto Com as Mulheres Proletárias o Socialismo Será Vitorioso. http://www.marxists.org/portugues/zetkin/1896/10/16.htm

ZETKIN, Clara. Lênin e o Movimento Feminino. http://www.marxists.org/portugues/zetkin/1920/mes/lenin.htm

b) Autores brasileiros:

ALIAGA, Luciana. A forma politica do MST,

AMORIM, Elaine. Neoliberalismo e lutas sociais: movimentos de desempregados na Argentina ,

ARIAS, Santiane. Movimentos e classes sociais: uma reflexão sobre o caráter de classe do altermundialismo,

ARROYO, Miguel Gonzales e FERNANDES, Bernardo Mançano. A educação básica e o movimento social no campo. http://www.gepec.ufscar.br/textos-1/teses-dissertacoes-e-tccs/a-educacao-basica-e-o-movimento-social-do-campo/view

BICALHO, Poliene Soares dos Santos. Protagonismo indígena no Brasil: Movimento, Cidadania e Direitos (1970-2009). http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/6959/1/2010_PolieneSoaresdosSantosBicalho.pdf

BORGES, Paulo H.Porto. O movimento indígena no Brasil: histórico e desafios. http://www.nepi.fag.edu.br/arquivos/movimentoindigena.pdf

http://grabois.org.br/portal/cdm/revista.int.php?id_sessao=50&id_publicacao=189&id_indice=1518

BRITO, Gabriel. Manifestações pelo transporte coletivo revigoram juventude e lutas sociais do país. http://www.correiocidadania.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=8478%3Amanchete140613&catid=34%3Amanchete&

CAVADAS, Fernanda. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e suas estratégias para se manter na luta. http://www.gepec.ufscar.br/textos-1/teses-dissertacoes-e-tccs/o-movimento-dos-trabalhadores-rurais-sem-terra-e-suas-estrategias-para-se-manter-na-luta/view

CENTRO DE ESTUDOS AFRO ORIENTAIS/UFBA. Uma história do negro no Brasil. O movimento negro no Brasil Contemporâneo (Capítulo XI). http://www.ceao.ufba.br/livrosevideos/pdf/uma%20historia%20do%20negro%20no%20brasil_cap11.pdf

Dossiê “marxismo e feminismo” publicado neste blog

Formas de resistência camponesa: visibilidade e diversidade de conflitos ao longo da história Concepções de justiça e resistência nos Brasis. vol 1. http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Formas_de_resist%C3%AAncia_camponesa.pdf

Formas de resistência camponesa: visibilidade e diversidade de conflitos ao longo da história Concepções de justiça e resistência nas repúblicas do passado (1930-1960). vol. 2.http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Formas_de_resist%C3%AAncia_camponesa_V2-small.pdf

História Social do campesinato no Brasil. Camponeses brasileiros: Leituras e interpretações clássicas. http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Camponeses-Brasileiros-vol-1-NEAD.pdf

Lutas camponesas contemporâneas: condições, dilemas e conquistas O campesinato como sujeito político nas décadas de 1950 a 1980. Vol. 1. http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Lutas_Camponesas_v1_small.pdf

Lutas camponesas contemporâneas: condições, dilemas e conquistas A diversidade das formas das lutas no campo. Vol. 2. http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Lutas_Camponesas_vol2.pdf

Processos de constituição e reprodução do campesinato no Brasil Formas tuteladas de condição camponesa. Vol.1 http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Processos_de_constitui%C3%A7%C3%A3o_e_reprodu%C3%A7%C3%A3o_do_campesinato_no_Brasil.pdf

Processos de constituição e reprodução do campesinato no Brasil. Formas dirigidas de constituição do campesinato. Vol. 2. http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Proccampesinatovol2.pdf

Diversidade do campesinato: expressões e categorias Estratégias de reprodução social. vol. 2. http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Diversidade-do-campesinado-vol1.pdf

http://www.iicabr.iica.org.br/wp-content/uploads/2014/03/Diversidade_do_campesinato_vol2.pdf

COLETTI, Claudinei. A trajetória política do MST: da ditadura ao neoliberalismo,

CRUZ, Paula Loureiro da. “Alexandra Kollontai – “Marxismo e Feminismo – uma abordagem crítica do direito”

ESTANQUE, Elisio. Movimentos sociais: a nova rebelião de classe média,

ESTUDOS IFCH/Unicamp. Os Índios na História do Brasil http://www.ifch.unicamp.br/ihb/estudos.htm

FABRINI, João Edmilson. A resistência camponesa para além dos movimentos sociais,

FIGUEIREDO FILHO, Carolina Barbosa Gomes. Desemprego e organização dos trabalhadores desempregados no Brasil : as políticas da CUT-SP e do MST-SP durante os governos Lula. http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000908899

GALVÃO, Andréia. Marxismo e movimentos sociais,

GALVÃO, A. BOITO JR. A. e MARCELINO, P. Brasil: o movimento sindical e popular na década de dois mil. http://politicalatinoamericana.sociales.uba.ar/files/2011/08/galvao-boito-marcelino.pdf

GALVÃO, Andréia e VARELA, Paula. Sindicalismo e direitos. http://periodicos.uesb.br/index.php/politeia/article/viewFile/1231/1483

GRUPO DE ESTUDOS E PESQUISAS SOB RE EDUCAÇÃO NO CAMPO. www.gepec.ufscar.br

HILSENBEK FILHO, Alexandre Maximilian. O MST no fio da navalha : dilemas, desafios e potencialidades da luta de classes. http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000917308

HIRATA, Francini. A luta pela moradia em São Paulo. http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000480384

IOKOI, Zilda Márcia Grícoli, ANDRADE, Marcia Regina de Oliveira, REZENDE, Simone e RIBEIRO, Suzana. Vozes da terra : histórias de vida dos assentados rurais de São Paulo. http://www.gepec.ufscar.br/textos-1/teses-dissertacoes-e-tccs/vozes-da-terra-historias-de-vida-dos-assentados-rurais-de-sao-paulo/view

LINS, Simoa Borba. Movimento Estudantil e novas formas de atuação política: a relação com partidos políticos na era Lula.

MACHADO, Eliel. Movimentos populares na América Latina: paradoxos das lutas anti-sistêmicas?,

MAIA, Cláudio. Os donos da terra: a disputa da propriedade e pelo destino da fronteira – a luta dos posseiros em Trombas e Formoso 1950/1960. http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=124381

MARTINS, Marcos Francisco. La educación política a través de los movimientos sociales: notas sobre las protestas ocurridas en 2013 en Brasil. Revista Pasos, nº 161, out./dez.2013, San José-Costa Rica, p. 34 a 54.

__________ (org.). História dos movimentos sociais da região de Sorocaba. Holambra-SP: Setembro Editora, 2012. Disponível em: < http://www.ppged.ufscar.br/mce/arquivo/pagina29/hist%C3%B3ria_dos_movimentos_sociais_da_regi%C3%A3o_de_sorocaba_-_marcos_francisco_martins_(org.).pdf>. Acessado em: 12 de março de 2013.

__________. Práxis e “catarsis” como referências avaliativas das ações educacionais das ONG’s, dos sindicatos e dos partidos políticos. Avaliação, Campinas, v. 16, n. 3, p. 533-558, nov. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/aval/v16n3/v16n1a03.pdf>. Acesso em: 10/08/2014.

__________ e MENDONÇA, Viviane Melo de. Formação e atuação dos militantes dos movimentos sociais. Impulso, Piracicaba-SP, 20(49), jan.-jun. 2010. Disponível em: <https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/impulso/article/view/338/468>. Acesso em 06/02/2014.

MEDEIROS, Leonilde Sérvolo de. Lavradores, trabalhadores agrícolas, camponeses: os comunistas e a constituição de classes no campo http://www.mstemdados.org/biblioteca/disserta%C3%A7%C3%A3o-e-tese/doutorado-lavradores-trabalhadores-agr%C3%ADcolas-camponeses-os-comunistas-

MEDEIROS, Leonilde S. de. História social do campesinato no Brasil – Lutas camponesas contemporâneas: condições, dilemas e conquistas – Vol. 2 – A diversidade das formas das lutas no campo http://www.mstemdados.org/biblioteca/livro/hist%C3%B3ria-social-do-campesinato-no-brasil-lutas-camponesas-contempor%C3%A2neas-condi%C3%A7%C3%B5e-0

MEDEIROS, Leonilde S. de. Reforma Agrária – concepções, controvérsias e questões http://www.mstemdados.org/biblioteca/artigo-e-ensaio/reforma-agr%C3%A1ria-concep%C3%A7%C3%B5es-controv%C3%A9rsias-e-quest%C3%B5es

MEDEIROS, Leonilde S. de. Conflitos sociais no meio rural no Brasil contemporâneo http://www.mstemdados.org/biblioteca/artigo-e-ensaio/conflitos-sociais-no-meio-rural-no-brasil-contempor%C3%A2neo

MEDEIROS, Leonilde S. de. A luta por terra no Brasil e o Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra. http://geopr1.planalto.gov.br/saei/images/publicacoes/2009/nota_tecnica_a_luta_por_terra_no_brasil_e_o_movimento_dos.pdf

MOTA, Márcia. Dicionário da terra.http://books.google.com.br/books?id=TlrJEwEC4csC&printsec=frontcover&dq=dicion%C3%A1rio+da+terra&hl=pt-BR&sa=X&ei=iMfLU-PIMKPLsATiwYH4DA&ved=0CB0Q6AEwAA#v=onepage&q=dicion%C3%A1rio%20da%20terra&f=false

OLIVEIRA, Natália Cristina. Os movimentos dos sem-teto da Grande São Paulo (1995-2009). http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=000771137

OLIVEIRA, Natália Cristina. As mulheres e os movimentos dos sem-teto no Brasil: análise das relações sociais de classes e sexos. http://www.pucsp.br/neils/downloads/neils-revista-29-port/nathalia-oliveira.pdf

OLIVEIRA, Natália Cristina. As ambiguidades das relações entre  os movimentos dos sem-teto, o PT e os governos Lula http://www.seer.ufu.br/index.php/criticasociedade/article/download/12279/7719

PAZELLO, Ricardo Prestes. A produção da vida e o poder dual do pluralismo jurídico insurgente

PINHEIRO, Jair. As classes trabalhadoras em movimento: alguns aspectos teóricos,

PINHEIRO, Jair. Novos movimentos sociais classistas,

PRESSBURGER, Miguel. Direito insurgente: o direito dos oprimidos

http://www.marxists.org/portugues/pannekoe/1936/mes/sindicalismo.htm

REIS, Cláudio. Movimento Negro e a relação Classe/Raça. http://www.espacoacademico.com.br/040/40creis.htm

RIBEIRO, Igor Veloso.  Direito alternativo & transformação da realidade social brasileira

LINS, Simoa Borba. Movimento Estudantil e novas formas de atuação política: a relação com partidos políticos na era Lula.

SOUZA, Davisson Charles C. de. Tradições de luta sindical e emergência do movimento de desempregados na Argentina. http://www.pucsp.br/neils/downloads/04-davisson.pdf

VIEIRA, Flávia Braga. Via Campesina: um projeto contra-hegemônico? http://www.uel.br/grupo-pesquisa/gepal/terceirosimposio/flaviabraga.pdf

C) Movimentos Sociais e Partidos (debates contemporâneos):

BENSAID, Daniel. Lenine ou a política do tempo partido, http://www.combate.info/index.php/9-leituras/99-lenine-ou-a-polica-do-tempo-partido

CARVALHO, José Reinaldo. Os partidos políticos e os movimentos sociais – tema candente.

LIRA, Elizeu Ribeiro. Movimentos sociais, partidos políticos e hegemonia. http://revista.fct.unesp.br/index.php/formacao/article/view/1192/1185.

MACHADO, Eliel. Comuna de Paris, “partidos” e “movimentos”. http://www.pucsp.br/neils/downloads/Vol.2526/eliel-machado.pdf

MORTÁGUA, Joana. QUE PARTIDOS E QUE MOVIMENTOS PARA A LUTA EMANCIPATÓRIA?,

SANCHEZ, H. O social-liberalismo do governo Lula e os dilemas para a esquerda brasileira e os movimentos sociais. http://travessiainsurgente.blogspot.com.br/2009/06/o-social-liberalismo-do-governo-lula-e.html

STÉDILE, João Pedro. Toda vez que um movimento social ficou dependente de partido, estado ou governo, acabou. http://www.rebelion.org/hemeroteca/brasil/stedile210103.htm

 

Powered by themekiller.com