Gramsci e a emancipação do subalterno

0

Gramsci e a emancipação do subalterno. Marcos Del Roio, São Paulo: UNESP, 2018; por Claudio Reis, professor de Teoria Política da UFGD e Membro da IGS/Brasil.

Este novo livro de Marcos Del Roio chega ao leitor num momento singular da história brasileira. Momento em que é nítida a movimentação político-cultural das classes dominantes, objetivando ataques cada vez mais violentos às classes subalternas. As consequências dessa ação se desdobram nos mais variados momentos da vida social. A dimensão teórica, sem dúvida, é um deles. Por esse motivo, deve-se ter ainda mais certeza quanto ao necessário posicionamento político-ideológico por parte dos estudiosos e pesquisadores.

Os ataques direcionados a áreas inteiras do pensamento filosófico e científico, organizados por concepções bizarras do mundo, exigem uma defesa intransigente do rigor e das premissas básicas da construção do conhecimento. Mesmo tendo uma robusta “parede cultural” no espaço superestrutural – garantindo a sobrevivência das enormes conquistas do pensamento humano, ao longo dos séculos – deve-se sempre garantir a sua manutenção. Cada esforço, individual ou coletivo, nessa direção, é fundamental.

O movimento restaurador, em andamento no Brasil, sinaliza a necessidade de se manter o já grande volume de publicações, debates e críticas no campo das ideias. Obviamente que esse cenário está organicamente vinculado à vida política imediata, às esferas de poder, ao Estado e à economia. A luta que se trava nas chamadas superestruturas está cimentada nas estruturas da sociedade. Grande parte dos fragmentos vulgares de ciência, da criação artificial de fatos históricos e das concepções religiosas fundamentalistas – que atacam todo um conjunto de riquezas filosóficas e científicas da nossa nacionalidade – também visam redirecionar, forçosamente, os rumos econômicos do país. ler mais

 

Leave A Reply

Powered by themekiller.com