Marxismo e Luta Sindical

0

Marxismo e luta sindical.

Historicamente, o movimento sindical foi e ainda é um dos principais instrumentos de resistência dos trabalhadores frente ao capital e às classes dominantes. Trata-se de um movimento complexo, que envolve diferenças regionais e mudanças no decorrer do tempo. Formas de lutas e organização, pautas e bandeiras, dentre outros fatores, sofrem significativas transformações no seio da luta de classes e desafiam os pesquisadores e ativistas trabalhistas.

O marxismo foi e ainda é uma das correntes teóricas e políticas que mais influenciam o movimento operário moderno e o sindicalismo trabalhista de maneira geral. Muitos são os autores que se orientam pela teoria de Marx que analisaram e construíram os rumos do sindicalismo, desde os clássicos até os dias atuais.

Neste dossiê, apresentamos contribuições que debatem vários temas e problemáticas dos estudos sindicais: a relação entre mercado de trabalho, salários e lucros; luta propriamente política e luta sindical; história das lutas trabalhistas; greves e revoltas; atuação dos comunistas no meio sindical; a relação entre sindicalismo e Estado capitalista; mudanças no capitalismo e impactos na organização do trabalho; a existência ou não de uma crise da organização dos trabalhadores.

Aqui buscamos privilegiar análises marxistas e centradas na ordem capitalista brasileira. Mas há também espaço para outras importantes análises que se fundam em outros campos teóricos e que permitem um construtivo diálogo com a pesquisa marxista.

Além de textos clássicos, dezenas de livros (alguns que foram, especialmente, digitalizados por conta deste dossiê), dissertações e teses acadêmicas, diversos artigos e entrevistas aqui são informados. Um extenso e rico material audiovisual – envolvendo palestras, documentários e filmes sobre sindicalismo – constam deste dossiê.

A Editoria agradece a Alexandre Pimenta, membro de seu Conselho Consultivo, que propôs e é responsável pela organização do presente dossiê, inclusive desta breve Apresentação. Igualmente, somos gratos a Davisson Cangussu de Souza, Renato Nucci Jr. e Patrícia Vieira Trópia, membros do Conselho Consultivo, e a Paulo Marcelino, docente da USP, que colaboraram por meio do envio de materiais à Editoria.

Editoria

******

I. Textos de clássicos do marxismo internacional

 Alexandra Kollontai. A oposição operária

André Gorz. Estrategia operaria y neocapitalismo

Anton Pannekoek. Partidos, Sindicatos e Conselhos Operários

Antonio Gramsci. Consejos de fábrica em Milan y Turín

Antonio Gramsci, Amadeo Bordiga. Conselhos de fábrica

Bernard Edelman. A legalização da classe operária

Edward Palmer Thompson. A formação da classe operária inglesa I

­­­­­––––––––––––––––––––––. As peculiaridades dos ingleses e outros artigos

––––––––––––––––––––––. Costumes em Comum

Eric Hobsbawm. Mundos do trabalho

­­–––––––––––––. Os trabalhadores

Francisco Martins Rodrigues. Ainda há lugar para os sindicatos?

––––––––––––––––––––––––. Notas Sobre a Linha Sindical

Friedrich Engels. A Situação da Classe Trabalhadora em Inglaterra

Karl Korsch. Lucha de clases y derecho del trabajo

Karl Marx. Salário, Preço e Lucro

Karl Marx e Friedrich Engels. Sindicalismo

Leon Trotsky. Escritos sobre sindicato

–––––––––––. Os Sindicatos na Época da Decadência Imperialista

Louis Althusser. Sobre a reprodução

Perry Anderson. Possibilidades e limites dos sindicatos

Michael Roberts. Strikes in the Long Depression

Robert Linhart. Greve na fábrica

Rosa Luxemburgo. Greve de massa, partido e sindicatos

–––––––––––––––. Reforma ou Revolução

Rosa Luxemburgo, Karl Kautsky e outros. Debate sobre la huelga masas – 2-Vols

Vladimir I. Lenin. 1905: Jornadas revolucionárias

––––––––––––––. Que fazer?

––––––––––––––. Os Revolucionários Devem Atuar nos Sindicatos Reacionários?

––––––––––––––. Sobre as Greves

––––––––––––––. Sobre os Sindicatos

II. Dossiês publicados em revistas

Classes sociais, sindicalismo e trabalho  (Revista Heera – 2019)

Sociedade, Trabalho e Sindicalismo na Contemporaneidade  (Revista Tempo social,  2018)

Dicas de artigos sobre sindicalismo (ABET, GT5, 2018)

Trabalhadores, sindicalismo e política: 1978, quarenta anos depois  (Lua Nova, 2018)

Desafios do movimento sindical (DIEESE, 2017)

Para onde foram os sindicatos? (Caderno CRH, 2015)

Sindicalismo e política: França, Brasil e Argentina (Crítica Marxista, 2014)

Sindicalismo docente: experiências, limites, desafios e perspectivas  (EDUCAR em Revista, 2013)

Organização dos trabalhadores: das sociedades de resistência ao sindicalismo contemporâneo (Perseu, 2013)

Sindicalismo e protesto social (Cadernos AEL, 2000)

Sindicalismo e corporativismo (Revista de Sociologia e Política,1998)

Vários artigos 1  (Cara a Cara, 1978)

Vários artigos 2 (Cara a Cara, 1978)

III. Textos teóricos e análises históricas e de tendências de longo prazo do sindicalismo

Agustín Santella. Qué son los sindicatos en la teoría marxista?

Alexandre Aranha Arbia. Sindicalismo e particularidade – excurso sobre a natureza e função do fenômeno sindical

Andréia Galvão. Marxismo e relações de trabalho

Armando Boito Jr.  Classe média e sindicalismo

––––––––––––––. O sindicalismo na política brasileira

––––––––––––––. Pré-capitalismo capitalismo e resistência dos trabalhadores – nota para uma teoria da ação sindical

––––––––––––––. Sindicalismo de Estado no Brasil: uma análise crítica da estrutura sindical

Aziz Simão. Sindicato e Estado – suas relações na formação do proletariado de São Paulo

Beverly J. Silver. Forces of Labor: Worker’s Movements and Globalization Since 1870

Boris Fausto. A formação da classe operária. Determinações estruturais

Claudinei Coletti. A estrutura sindical no campo

Edmundo Fernandes Dias e Antônio de Pádua Bosi. Estado, capital, trabalho e organização sindical: a (re)construção das classes trabalhadoras no Brasil

Elizabeth Souza-Lobo. A classe operária tem dois sexos

Evaristo de Moraes Filho. O problema do sindicato único no Brasil

Everardo Dias. História das lutas sociais no Brasil

Francisco Weffort. O populismo na política brasileira

Giovanni Alves. Limites do sindicalismo: Marx, Engels e a crítica da economia

João Bernardo. Capital, sindicatos, gestores

João Bernardo. Transnacionalização do capital e fragmentação dos trabalhadores: ainda há lugar para os sindicatos?

José Albertino Rodrigues. Sindicato e desenvolvimento no Brasil

Leôncio Martins Rodrigues. Conflito industrial e sindicalismo no Brasil

––––––––––––––––––––––.Trabalhadores, sindicatos e industrialização

Luiz Werneck Vianna. Liberalismo e sindicato no Brasil

Marcelo Badaró Mattos. O sindicalismo brasileiro após 1930

–––––––––––––––––––. Trabalhadores e sindicatos no Brasil

Marcus Orione, Jorge Luiz Souto Maior, Flávio Roberto Batista e Pablo Biondi. A legalização da classe operária: uma porta de entrada para a crítica marxista do direito

Maria Célia Paoli. Trabalhadores e cidadania: a experiência do mundo público na história do Brasil moderno

Paola Cappellin. Viver o sindicalismo no feminino

Patrícia Rocha Lemos e João Campinho. Teoria da ação sindical: elementos para uma análise marxista

Paula Marcelino (USP, 2016). Programa do curso sobre Teoria da Ação Sindical (com textos digitalizados)

–––––––––––––– (USP, 2018). Programa do curso sobre Sociologia do Sindicalismo brasileiro (com textos digitalizados)

Ricardo Antunes. Adeus ao trabalho: Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho

––––––––––––––. O continente do labor

––––––––––––––. O que é sindicalismo?

––––––––––––––. O que são comissões de fábrica?

––––––––––––––. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho

––––––––––––––. Fernando Haddad. Gilmar Mauro, Gilmar Carneiro. Sindicatos, cooperativas e socialismo

Ruy Braga. Por uma Sociologia da inquietação operária

Vito Giannotti. A liberdade sindical no Brasil

––––––––––––. História das lutas dos trabalhadores no Brasil

––––––––––––. O que é estrutura sindical?

––––––––––––. Reconstruindo nossa história: 100 anos de luta operária

Waldemar Rossi e William Jorge Gerab. Para entender os sindicatos no Brasil: uma visão classista

IV. Coletâneas sobre questão sindical no Brasil

Altamiro Borges (org.) A reforma sindical e trabalhista no governo Lula

Angela Araújo (org.) Do corporativismo ao neoliberalismo: Estado e trabalhadores no Brasil e na Inglaterra

Armando Boito Jr. e Andréia Galvão (orgs.) Política e classes sociais no Brasil dos anos 2000

Armando Boito Jr. (org.) O sindicalismo brasileiro nos anos 80

–––––––––––––––– (org.). Neoliberalismo e lutas sociais no Brasil

Carmen Silva; Maria Betânia Ávila; Verônica Ferreira (orgs.). Mulher e trabalho: encontro entre feminismo e sindicalismo

Davisson C. de Souza e Patrícia Trópia (orgs.). Sindicatos metalúrgicos no Brasil contemporâneo

Iram Jácome Rodrigues (org.). O Novo Sindicalismo – vinte anos depois

Marco Aurélio Santana e José Ricardo Ramalho (orgs.). Além da Fábrica – trabalhadores, sindicatos e a nova questão social

Ricardo Antunes (org.). Neoliberalismo, trabalho e sindicatos: reestruturação produtiva no Brasil e na Inglaterra

Ricardo Antunes, Fernando Haddad. Gilmar Mauro, Gilmar Carneiro. Sindicatos, cooperativas e socialismo

V. Sindicalismo no Brasil

a) Balanços gerais e análises de greves históricas

Alexandre Sampaio Ferraz. Quando os trabalhadores param? Reinterpretando a ocorrência de greve no Brasil

Alvaro Bianchi. O que estava em jogo na greve dos petroleiros? Neoliberalismo e resistência operária no governo Fernando Henrique Cardoso

Amnéris Angela Maroni. A estratégia da recusa: análise das greves de maio-78

Armando Boito Jr, Andréia Galvão e Paula Marcelino. Brasil: o movimento sindical e popular na década de 2000

Armando Boito Jr. e Paula Marcelino. O sindicalismo deixou a crise para trás? Um novo ciclo de greves na década de 2000

Boris Fausto. Conflito social na República oligárquica – a greve de 1917

Davisson C. Cangussu de Souza e Patrícia Trópia. Greves, conjuntura político-econômica e transformações ideológicas no sindicalismo brasileiro (1989-2013)

Dennis Barsted. Medição de forças: o movimento grevista de 1953 e a época dos operários navais

DIEESE. Balanço das greves (séries históricas)

Edilene Toledo. Um ano extraordinário: greves, revoltas e circulação de ideias no Brasil em 1917

Eduardo G. Noronha. Ciclo de greves, transição política e estabilização: Brasil, 1978-2007

Eduardo G, Noronha. Greves na transição brasileira

Eduardo G. Noronha, Vera Gebrin e Jorge Elias Jr. Explicações para um ciclo excepcional de greves: o caso brasileiro

Francisco Weffort. Participação e conflito industrial: Contagem e Osasco 1968

Frederico Lisbôa Romão. A greve do fim do mundo: petroleiros 1995 (A expressão fenomênica da crise fordista no Brasil)

Isaías Dalle. 1917-2017: 100 anos de greve geral – passado ou futuro?

Jorge Miglioli. Como são feitas as greves no Brasil

José Álvaro Moisés. Greve de massa e crise politica: estudo da greve dos 300 mil em São Paulo 1953-54

Luigi Biondi e Edilene Toledo. Uma revolta urbana: a greve geral de 1917 em São Paulo

Marcelo Badaró Mattos. Greves, sindicatos e repressão policial no Rio de Janeiro: 1954-1964

Paula Marcelino. Sindicalismo e neodesenvolvimentismo: analisando as greves entre 2003 e 2013 no Brasil

Pedro Augusto Ponce. Ciclos de greves: o peso da variável salário na literatura internacional e nacional de greves

Pedro Augusto Ponce e Eduardo G. Noronha. Greves e negociação coletiva do funcionalismo público federal de 1995 a 2010

Ricardo Antunes. A rebeldia do trabalho: o confronto operário no ABC paulista – as greves de 1978/80

Ruy Braga. Precariado e sindicalismo no Brasil contemporâneo

Salvador Sandoval. Os trabalhadores param: greves e mudança social no Brasil 1945-1990

Silvia Lang Magnani. A teoria anarquista. Um exemplo de atuação libertária: A greve de 1917

b) Sindicalismo, capitalismo agro-exportador e República Velha no Brasil

Aziz Simão. Sindicato e Estado – suas relações na formação do proletariado de São Paulo

Boris Fausto. A formação da classe operária. Determinações estruturais

Boris Fausto. Conflito social na República oligárquica – a greve de 1917

Cláudio Henrique de Moraes Batalha. O movimento operário na primeira República

Edgard Carone. A classe operária

Everardo Dias. História das lutas sociais no Brasil

Francisco Foot Hardman e Victor Leonardi. Anarco-sindicalismo e congressos operários no Brasil

Isaías Dalle. 1917-2017: 100 anos de greve geral – passado ou futuro?

Jorge Miglioli. Como são feitas as greves no Brasil

José Albertino Rodrigues. Sindicato e desenvolvimento no Brasil

José Álvaro Moisés. Greve de massa e crise politica: estudo da greve dos 300 mil em São Paulo 1953-54

Leôncio Martins Rodrigues. Conflito industrial e sindicalismo no Brasil

Lígia Maria Osório Silva. Movimento sindical operário na Primeira República

Luigi Biondi e Edilene Toledo. Uma revolta urbana: a greve geral de 1917 em São Paulo

Marcos Vinicius Pansardi. Republicanos e operários: os primeiros anos do movimento socialista no Brasil (1889-1903)

Paulo Sérgio Pinheiro. O proletariado industrial na Primeira República (capítulo IV)

Silvia Lang Magnani. A teoria anarquista. Um exemplo de atuação libertária: A greve de 1917

Vito Giannotti. História das lutas dos trabalhadores no Brasil

Vito Giannotti. Reconstruindo nossa história: 100 anos de luta operária

Waldemar Rossi e William Jorge Gerab. Para entender os sindicatos no Brasil: uma visão classista

c) Sindicalismo, capitalismo nacional-desenvolvimentista, populismo e auge da ditadura militar

Angela Araújo. A construção do consentimento: corporativismo e trabalhadores no Brasil dos anos 1930

Antonio Luigi Negro. Linhas de montagem: o industrialismo automotivo e a sindicalização dos trabalhadores (1945-1978)

Armando Boito Jr. O sindicalismo na política brasileira

Armando Boito Jr. Sindicalismo de Estado no Brasil: uma análise crítica da estrutura sindical

Augusto César Buonicore. Os comunistas e a estrutura sindical corporativa – 1948-1952 – entre a reforma e a ruptura

Aziz Simão. Sindicato e Estado – suas relações na formação do proletariado de São Paulo

Claudinei Coletti. A estrutura sindical no campo

Dennis Barsted. Medição de forças: o movimento grevista de 1953 e a época dos operários navais

Evaristo de Moraes Filho. O problema do sindicato único no Brasil

Everardo Dias. História das lutas sociais no Brasil

Francisco Weffort. Origens do sindicalismo populista

–––––––––––––––. O populismo na política brasileira

–––––––––––––––. Participação e conflito industrial: Contagem e Osasco 1968

Heloísa H. T. de Souza Martins. O Estado e a burocratização do sindicato no Brasil

John Humphrey. As relações industriais em transformação

José Albertino Rodrigues. Sindicato e desenvolvimento no Brasil

Jover Telles. O movimento sindical no Brasil

Juarez Brandão Lopes.

Leila de Menezes Stein. Trabalhismo, círculos operários e política: a construção do sindicato de trabalhadores no Brasil (1954-1964)

Leôncio Martins Rodrigues. Conflito industrial e sindicalismo no Brasil

––––––––––––––––––––––––. Industrialização e atitudes operárias – estudo de um grupo de trabalhadores

––––––––––––––––––––––––-. Sindicalismo e classe operária (1930-1964)

–––––––––––––––––––––––––. Trabalhadores, sindicatos e industrialização

Luiz Werneck Vianna. Liberalismo e sindicato no Brasil

Marcelo Badaró Mattos. Greves, sindicatos e repressão policial no Rio de Janeiro: 1954-1964

Marcelo Badaró Mattos. O sindicalismo brasileiro após 1930

Marcelo Badaró Mattos. Trabalhadores e sindicatos no Brasil

Marcelo Parreira Vasconcelos. As correntes ideológicas na formação do novo sindicalismo

Marco Aurélio Santana. Ditadura militar e resistência operária: o movimento sindical  brasileiro do golpe à transição democrática

Marco Aurélio Santana. Homens Partidos: comunistas e sindicatos no Brasil

Maria Hermínia Tavares de Almeida. Sindicatos no Brasil: novos problemas, velhas estruturas

Murilo Leal Pereira Neto. A reinvenção do trabalhismo no ‘vulcão do inferno’: um estudo sobre metalúrgicos e têxteis de São Paulo. A fábrica, o bairro, o sindicalismo e a política (1950-1964)

Salvador Sandoval. Os trabalhadores param: greves e mudança social no Brasil 1945-1990

Vito Giannotti. A liberdade sindical no Brasil

––––––––––––. História das lutas dos trabalhadores no Brasil

––––––––––––. O que é estrutura sindical?

––––––––––––.Reconstruindo nossa história: 100 anos de luta operária

Waldemar Rossi e William Jorge Gerab. Para entender os sindicatos no Brasil: uma visão classista

d) Sindicalismo, crises do desenvolvimentismo e da ditadura militar e novo sindicalismo

Adalberto Moreira Cardoso. A trama da modernidade – pragmatismo sindical e democratização no Brasil

Alessandra Aranha Teixeira. Sou metalúrgico, mas não sou de ferro: previdência e questão social no Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro (1974-1988)

Amnéris Angela Maroni. A estratégia da recusa: análise das greves de maio-78

Ângela Araújo; Verônica Ferreira. Construindo um espaço – a participação das mulheres no movimento sindical (1978-1988)

Armando Boito Jr. (org.) O sindicalismo brasileiro nos anos 80

–––––––––––––––. Sindicalismo de Estado no Brasil: uma análise crítica da estrutura sindical

Claudinei Coletti. A estrutura sindical no campo

Duarte Pereira. Um perfil da classe operária: a ditadura nas fábricas

Eduardo G. Noronha. Ciclo de greves, transição política e estabilização: Brasil, 1978-2007

Eduardo G, Noronha. Greves na transição brasileira

Elisabeth Souza-Lobo. A classe operária tem dois sexos

Elisabeth Souza Lobo, John Humphrey, Leda Gitahy e Rosa Moysés. A prática “invisível” das operárias

Iram Jácome Rodrigues. A luta pela afirmação operária no espaço da fábrica

––––––––––––––––––– (org.). O Novo Sindicalismo – vinte anos depois

––––––––––––––––––––. Sindicalismo e política – a trajetória da CUT

John Humphrey. Controle capitalista e luta operária na indústria automobilística brasileira

Luiz Werneck Vianna. A classe operária e a abertura

Marco Aurélio Santana. Entre a ruptura e a continuidade visões da história do movimento sindical brasileiro

Maria Beatriz Abramides e Maria do Socorro Reis Cabral. O Novo sindicalismo e o Serviço Social

Raphaela de Almeida Santos. A CUT, o novo sindicalismo e as reconstruções da memória do movimento operário brasileiro (1983-1990)

Ricardo Antunes. A rebeldia do trabalho: o confronto operário no ABC paulista – as greves de 1978/80

Ricardo Maranhão. Sindicatos e democratização

Salvador Sandoval. Os trabalhadores param: greves e mudança social no Brasil 1945-1990

Sílvio Costa. Tendências e Centrais Sindicais: o movimento sindical brasileiro de 1978 a 1994

Vito Giannotti. A liberdade sindical no Brasil

––––––––––––––. História das lutas dos trabalhadores no Brasil

––––––––––––––. Vito Giannotti. O que é estrutura sindical?

––––––––––––––. Reconstruindo nossa história: 100 anos de luta operária

Waldemar Rossi e William Jorge Gerab. Para entender os sindicatos no Brasil: uma visão classista

e) Sindicalismo e lutas sindicais no capitalismo neoliberal brasileiro

Adalberto Moreira Cardoso. A década neoliberal e a crise dos sindicatos no Brasil

Alexandre Sampaio Ferraz. Quando os trabalhadores param? Reinterpretando a ocorrência de greve no Brasil

Altamiro Borges (org.). A reforma sindical e trabalhista no governo Lula

Alvaro Bianchi. O que estava em jogo na greve dos petroleiros? Neoliberalismo e resistência operária no governo Fernando Henrique Cardoso

Andréia Galvão e Paula Marcelino. O sindicalismo diante do golpe

Andréia Galvão, Patrícia Trópia e Paula Marcelino. As bases sociais das novas centrais sindicais brasileiras

Andréia Galvão. A contribuição do debate sobre a revitalização sindical para a análise do sindicalismo brasileiro

–––––––––––––. A reconfiguração do movimento sindical no governo Lula

–––––––––––––. O movimento sindical no governo Lula entre a divisão e a unidade

–––––––––––––. Participação e fragmentação – a prática sindical dos metalúrgicos do ABC nos anos 90

––––––––––––––. Reforma trabalhista e neoliberalismo no Brasil

Andréia Galvão e Paula Varela. Sindicalismo e direitos

Angela Araújo (org.) Do corporativismo ao neoliberalismo: Estado e trabalhadores no Brasil e na Inglaterra

Angela Araujo e Roberto Veras de Oliveira. El sindicalismo brasileño en la era Lula

Armando Boito Jr. Hegemonia neoliberal e sindicalismo no Brasil

–––––––––––––––. (org.). Neoliberalismo e lutas sociais no Brasil

–––––––––––––––. Politica neoliberal e sindicalismo no Brasil

–––––––––––––––. O sindicalismo na política brasileira

Armando Boito Jr, Andréia Galvão e Paula Marcelino. Brasil: o movimento sindical e popular na década de 2000

Armando Boito Jr. e Andréia Galvão (orgs.) Política e classes sociais no Brasil dos anos 2000

Armando Boito Jr. e Paula Marcelino. O sindicalismo deixou a crise para trás? Um novo ciclo de greves na década de 2000

Cem Flores. O movimento sindical na crise do capitalismo brasileiro,

Davisson C. Cangussu de Souza. Notas para uma análise comparativa das tradições de luta do movimento operário e sindical brasileiro e argentino

Davisson C. Cangussu de Souza. Quando o exército de reserva de operário vai à guerra: o caráter de classe dos protestos de desempregados

––––––––––––––––––––––––––. Sindicalismo e desempregados na Argentina e no Brasil de 1990 a 2002

–––––––––––––––––––––––––––. Sindicato e demissões: estratégias e ações dos metalúrgicos de Campinas e região (1990-2002)

––––––––––––––––––––––––––––. Sindicato, demitidos e desempregados entre a unidade e a fratura

–––––––––––––––––––––––––––––. Sindicalismo, superpopulação relativa e formas de luta no Brasil e na Argentina

––––––––––––––––––––––––––––– e Patrícia Trópia. Greves, conjuntura político-econômica e transformações ideológicas no sindicalismo brasileiro (1989-2013)

Davisson C. de Souza e Patrícia Trópia (orgs.). Sindicatos metalúrgicos no Brasil contemporâneo

Dieese. Balanço das greves (séries históricas)

Edilson José Graciolli. Um laboratório chamado CSN  – greves, privatização e sindicalismo de parceria  – a trajetória do Sindicato dos Metalúrgicos de Volta Redonda – 1989-1993

Eduardo G. Noronha. Ciclo de greves, transição política e estabilização: Brasil, 1978-2007

Eduardo G. Noronha, Vera Gebrin e Jorge Elias Jr. Explicações para um ciclo excepcional de greves: o caso brasileiro

Élida Franco de Oliveira. Ação sindical e a questão de gênero: um estudo sobre a participação das mulheres nas direções da Central Única dos Trabalhadores – CUT

Fabiana Scoleso. Reestruturação produtiva e sindicalismo metalúrgico do ABC Paulista: as misérias da era neoliberal na década de 1990

Frederico Lisbôa Romão. A greve do fim do mundo: petroleiros 1995 (A expressão fenomênica da crise fordista no Brasil)

Giovanni Alves. Do novo sindicalismo à concertação social

–––––––––––––. Reestruturação produtiva e crise do sindicalismo no Brasil

–––––––––––––. Trabalho e sindicalismo no Brasil: um balanço crítico da “década neoliberal” (1990-2000)

Helder Molina. Sindicato: movimento com sinais trocados. Entre a subversão e a adaptação ao novo sócio-metabolismo do modo de produção capitalista

Iram Jácome Rodrigues. Sindicalismo e política – a trajetória da CUT

Iram Jácome Rodrigues. Trabalhadores e sindicalismo no Brasil: para onde foram os sindicatos?

Jair Batista da Silva. Racismo e sindicalismo – reconhecimento, redistribuição e ação  politica das centrais sindicais acerca do racismo no Brasil 1983-2002

João Bernardo e Luciano Pereira. Capitalismo Sindical

João Bernardo. Crise dos trabalhadores ou crise do sindicalismo?

João Bernardo. Transnacionalização do capital e fragmentação dos trabalhadores – ainda há lugar para os sindicatos?

Jorge Luis de Oliveira. O marxismo como teoria revolucionária na formação político-educativa dos trabalhadores versus a formação político-sindical cutista: um exame onto-crítico

José Gonçalves de Araújo Filho. O sentido do sindicalismo na tradição marxista: a educação da classe trabalhadora na fronteira das lutas econômicas, politicas e ideológicas

José de Lima Soares. As centrais sindicais e o fenômeno do transformismo no governo Lula

Juçara Portilho Lins. Desafios da formação de sindicalistas na contemporaneidade

Juliana Souza. As mulheres em luta pelos espaços de poder no Sindicato dos  Metalúrgicos do ABC

Leôncio Martins Rodrigues. Destino do Sindicalismo

Luiz Viegas Fernandes. As reformas sindical e trabalhista na sociedade brasileira neoliberal

Marcelo Cunha Mendes. Neoliberalismo e sindicalismo de Estado no Brasil

Marcia Fantinatti. Sindicalismo de classe média e meritocracia – o movimento docente  na Universidade Pública

Marco Aurélio Santana e José Ricardo Ramalho (orgs.). Além da Fábrica – trabalhadores, sindicatos e a nova questão social

Mário Henrique Guedes Ladosky. A CUT no governo Lula: Da defesa da “liberdade e autonomia” à reforma sindical inconclusa

Merilyn Escobar de Oliveira. Sob o signo do “novo sindicalismo”: das mudanças de identidade e de estratégia, na trajetória do PT e da CUT, à consolidação do populismo sindical no Governo Lula

Patrícia Rocha Lemos. Entre o mercado e a sociedade: o sindicalismo da UGT

Patrícia Vieira Trópia. Classe média, situação de trabalho e comportamento sindical – o caso dos comerciários de São Paulo

––––––––––––––––––. Força Sindical – política e ideologia no sindicalismo brasileiro

Patrícia Trópia, Andréia Galvão e Paula Marcelino. A reconfiguração do sindicalismo brasileiro nos anos 2000

Paula Marcelino. A logística da precarização: terceirização do trabalho na Honda do Brasil

––––––––––––––. Sindicalismo e neodesenvolvimentismo: analisando as greves entre 2003 e 2013 no Brasil

–––––––––––––––. Trabalhadores terceirizados e luta sindical

Paula Marcelino e Armando Boito Junior. Novo operariado, velhos desafios: o sindicalismo dos trabalhadores terceirizados

Paulo Tumolo. Da contestação a conformação – a formação sindical da CUT e a reestruturação capitalista

Pedro Augusto Ponce e Eduardo G. Noronha. Greves e negociação coletiva do funcionalismo público federal de 1995 a 2010

Ricardo Antunes. A desertificação neoliberal no Brasil – Collor, FHC e Lula

––––––––––––––. Adeus ao trabalho: Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho

––––––––––––––-. Lutas sociais e desenho societal socialista no Brasil dos anos 90

Ricardo Antunes (org.). Neoliberalismo, trabalho e sindicatos: reestruturação produtiva no Brasil e na Inglaterra

––––––––––––––––. O continente do labor

Ricardo Antunes e Jair Batista. Para onde foram os sindicatos? Do sindicalismo de confronto ao sindicalismo negocial

Roberto Véras de Oliveira. Sindicalismo e terceirização no Brasil – pontos para reflexão

Ronaldo dos Santos Silva. Impactos da precarização do trabalho sobre o movimento sindical latino americano: as experiências do Brasil, Chile e Paraguai

Ruy Braga.  A política do precariado: do populismo à hegemonia lulista

–––––––––. Precariado e sindicalismo no Brasil contemporâneo: Um olhar a partir da indústria do call center

–––––––––. Precariado e sindicalismo no Sul global

Sandra Zarpelon. A esquerda não socialista e o novo socialismo utópico – aproximações  entre a atuação das ONGs e o cooperativismo da CUT

Sávio Cavalcante. Sindicalismo e privatização das telecomunicações no Brasil

Thiago Barison. A estrutura sindical de Estado no Brasil e o controle judiciário após a  Constituição de 1988

Vito Giannotti e Sebastião Neto. CUT por dentro e por fora

Vito Giannotti. Força Sindical – a central neoliberal de Medeiros a Paulinho

––––––––––––. História das lutas dos trabalhadores no Brasil

––––––––––––. Medeiros visto de perto

––––––––––––. Reconstruindo nossa história: 100 anos de luta operária

Waldemar Rossi e William Jorge Gerab. Para entender os sindicatos no Brasil: uma visão classista

Sites com informações e análises sobre o sindicalismo (vários registros: vídeos, áudios, bibliografia etc.)

Armazém Memória, http://armazemmemoria.com.br/centros-movimento-sindical/

Arquivo Edgard Leuenroth, https://www.ael.ifch.unicamp.br/

 Blog Liberdade Sindical, https://www.liberdadesindical.com.br/

Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (CESIT), https://www.cesit.net.br/

Departamento Intersindical de Estatístiscas e Estudos Socioeconômicos, https://www.dieese.org.br/

 Pegada – a Revista de Geografia do trabalho, http://revista.fct.unesp.br/index.php/pegada/index

Revista da Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (ABET), http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/abet

 Revista Debate Sindical, http://www.fmauriciograbois.org.br/cdm/debate-sindical

Rede de Estudos do Trabalho, http://www.estudosdotrabalho.org/

Tela crítica, http://www.telacritica.org/

VI. Vídeos

DEBATE: A legalização da classe operária,  Orione, Souto Maior, Biondi e Batista, https://www.youtube.com/watch?v=E7ACLwaVmeE

MARX 2014 – Trabalho e Sindicalismo , Andréia Galvão e Patrícia Trópia, https://www.youtube.com/watch?v=O-A_uweqHAU

Entrevista | Ricardo Antunes | O privilégio da servidão, https://www.youtube.com/watch?v=MIHFGtYFNXw

Sindicalismo, por Ricardo Antunes, https://www.youtube.com/watch?v=ivdeFfGlm1I

Ricardo Antunes | A constituição da classe trabalhadora, ://www.youtube.com/watch?v=sPgLhJA_R98

Encontro “As Contrarreformas e a Luta dxs Trabalhadorxs”, ://www.youtube.com/watch?v=8UuSaiJ9Wq8

A História das Lutas dos Trabalhadores no Brasil – Vito Giannotti, ://www.youtube.com/watch?v=EfBtgtNuVcc

Armando Farias – Marx e o movimento operário, https://www.youtube.com/watch?v=a9x3OWmRtvY

“Ciclo de conferências Marx 200” mesas 05 e 06, ://www.youtube.com/watch?v=-NyrkxdTCzA

VII. Filmes e documentários

a) Nacionais

A luta do povo (1980), Renato Tapajós, ://www.youtube.com/watch?v=fg6WbDwLS6s

ABC da greve (199), Leon Hirszman, ://www.youtube.com/watch?v=2hhFk0cml6Y

Braços cruzados, máquinas paradas (1979), Renato Tapajós, ://www.youtube.com/watch?v=X5xF8X2k9hE

Carvoeiros (1999), Nigel Noble, https://www.youtube.com/watch?time_continue=4&v=x6GKuWwpZuI

Chão de Fábrica (2018), Renato Tapajós, https://www.youtube.com/watch?v=VtEs1sIJwCw&feature=youtu.be

Eles não usam black-tie (1981), Leon Hirszman, https://www.youtube.com/watch?v=Uzl2K1bDRog

Greve! (1979), João Batista de Andrade, https://www.youtube.com/watch?v=8p8Bwdnsooc&feature=youtu.be

Greve de Osasco de 1968, SindMetal Osasco, https://www.youtube.com/watch?v=B-nqv9NYq0s&list=PLbHgNJyepiH4Hl81-jaOWYIXosyhbRb4d

Linha de Montagem (1983), Renato Tapajós, https://www.youtube.com/watch?v=3MuoLdrapBE

Maioria absoluta (1964), Leon Hirszman, https://www.youtube.com/watch?v=Vsmg36X1eAM&feature=youtu.be

Pedreira de São Diogo (1962), Leon Hirszman, https://www.youtube.com/watch?v=xyp7vKYxLDE&feature=youtu.be

Peões (2004), Eduardo Coutinho, https://www.youtube.com/watch?v=3QzR_nEXT88&feature=youtu.be

Santo e Jesus, Metalúrgicos (1984), Cláudio Kahns e Antônio Paulo Ferraz, https://www.youtube.com/watch?v=ZUMtXPt6Z-0&feature=youtu.be

Trabalhadoras Metalúrgicas (1978) – Renato Tapajós e Olga Futemma, https://www.youtube.com/watch?v=7GvX0QbYcl0

Volta Redonda – Memorial da greve (1989) – Eduardo Coutinho e Sérgio Goldenberg, https://www.youtube.com/watch?v=hrSN8ToIeeg

b) Internacionais

A greve (1925), Sergei Eisenstein, https://www.youtube.com/watch?v=VD40vLjRaNA

A classe operária vai ao paraíso (1971), Elio Petri, https://www.youtube.com/watch?v=0Knujm17DJ8

 Daens, um grito de justiça (1992), Stijn Coninx, https://vimeo.com/46428638

Encouraçado Potemkin (1925), Sergei Eisenstein, https://www.youtube.com/watch?v=3i9FkLOac9s

Germinal (1993), Claude Berri, https://www.youtube.com/watch?v=XFs0LCnW-lM

Libertários (1976), Lauro Escorel Filho, https://www.youtube.com/watch?v=yBysX6-7ezw

Los Traidores (1973), Raymundo Gleyzer, https://www.youtube.com/watch?v=_BHl5IZjK7M&feature=youtu.be

Me matan si no trabajo y si trabajo me matan: La huelga obrera en la fábrica INSUD (1974), Raymundo Gleyzer, https://www.youtube.com/watch?v=4MaxNmjJauk&t=28s

O jovem Karl Marx (2017), Raoul Peck, https://www.youtube.com/watch?v=2M5vo2n6G7Y

O Sal da Terra (1954), Herbert J. Biberman, https://www.youtube.com/watch?v=pWVaM1S3nc4

Orgulho e esperança (2014), Matthew Warchus, https://www.youtube.com/watch?v=uWlj3AhuYyM

Os companheiros (1963), Mario Monicelli, https://www.youtube.com/watch?v=d0GFdvd9XBY

Pão e Rosas (2000), Ken Loach, https://www.youtube.com/watch?time_continue=8&v=J2lkeGOC-ZE

Quién mató a Mariano Ferreyra? (2013), Alejandro Rath e Julián Morcillo, https://www.youtube.com/watch?v=YZbEYHrNHo8

Quiero Trabajo (2016), Claudio Posse, https://www.youtube.com/watch?v=SKio_GA3vvo&t=257s

 

 

 

 

 

Comments are closed.

Powered by themekiller.com