Nelson Werneck Sodré

1

Nelson Werneck Sodré (1911-1999) teve uma vida fecunda em termos de produção intelectual e atuação política. Foi um cultivado autor, tendo publicado 56 livros e cerca de três mil artigos que tematizavam diferentes problemáticas teóricas (história social e econômica, política, cultura e literatura, teoria materialista, assuntos militares, imprensa etc.). Militar de convicções nacionalistas, sua obra historiográfica – orientada pela teoria marxista –, é uma referência obrigatória para o conhecimento da história social, política e cultural brasileira contemporânea. Pensador comprometido com as lutas políticas e sociais de seu tempo, Sodré foi, durante toda a ditadura militar – que o encarcerou e o afastou discricionariamente de suas fileiras – uma voz destemida na batalha pela redemocratização do país e, nos anos seguintes, um incansável crítico da ordem liberal-burguesa vigente nos “governos democráticos” da Nova República.

Este dossiê permite o acesso a quase 40 livros, dezenas de artigos e entrevistas do marxista brasileiro; livros, artigos e dissertações/teses acadêmicas de pesquisadores de sua extensa e variada obra são igualmente disponibilizados por esta postagem de marxismo21.

Editoria

******

I. Livros:

A Coluna Prestes 

A fúria de calibã – Memórias do golpe de 64

A Ideologia do colonialismo – Seus reflexos no pensamento brasileiro 

A intentona comunista de 1935

A luta pela cultura

A ofensiva reacionária

As razões da independência

Brasil: radiografia de um modelo 

Capitalismo e revolução burguesa no Brasil

Contribuição à história do PCB 

Desenvolvimento brasileiro e luta pela cultura nacional

Em defesa da cultura

Formação histórica do Brasil

Fundamentos da estética marxista

Fundamentos de economia marxista

História da burguesia brasileira

História da imprensa no Brasil

História da literatura brasileira

História e materialismo histórico no Brasil

História militar do Brasil

Introdução à geografia

Introdução à revolução brasileira

Literatura e história no Brasil contemporâneo

Memórias de um escritor

Memórias de um soldado

O fascismo cotidiano

O governo militar secreto

O naturalismo no Brasil

O que se deve ler para conhecer o Brasil

O tenentismo

O tratado de Methuen

Oeste – Ensaio sobre a grande propriedade pastoril

Panorama do segundo império

Quem é o povo no Brasil? 1a. edição, 1962

Quem é povo no Brasil? edição 2019

Raízes históricas do nacionalismo brasileiro

Síntese de história da cultura brasileira

Tudo é política

Vida e morte da ditadura

II. Artigos

Prosa brasileira em 1964 (Revista Civilização Brasileira, Caderno Especial, n.1, 1965)

Notas críticas (Revista Civilização Brasileira, n.2, 1965)

História da história nova (Revista Civilização Brasileira, n.3, 1965)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.4, 1965)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.5-6, 1966)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.7, 1966)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.8, 1966)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.9-10, 1966)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.14, 1967)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.15, 1966)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.16, 1967)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.17, 1968)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.18, 1968)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.19-20, 1968)

O momento literário (Revista Civilização Brasileira, n.21-22, 1968)

O tenentismo acabou (Cadernos de Debate, n. 1, 1976)

Cultura nacional: esmagada, mas viva (Escrita/Ensaio, n.1, 1977)

Depoimento (Encontros com a Civilização Brasileira, n. 6, 1978)

Posição e responsabilidade dos intelectuais  (Encontros com a Civilização Brasileira, n. 18, 1979)

História do ISEB (Temas de Ciências Humanas, n. 1, 1977)

História do ISEB 2 – Crise (Temas de Ciências Humanas, n. 2, 1977)

Brasil: a luta ideológia (Temas de Ciências Humanas, n. 3, 1978)

História do ISEB 3 (Temas de Ciências Humanas, n. 4, 1978)

Desventuras da marxologia (Temas de Ciências Humanas, n. 5, 1979)

Contribuição à história do PCB (Temas de Ciências Humanas, n. 8, 1980)

Contribuição à história do PCB 2. Infância (Temas de Ciências Humanas, n. 9, 1980)

Modos de produção no Brasil (In: José Roberto de Amaral Lapa (org.). Modos de produção e realidade brasileira, 1980)

Contribuição à história do PCB 3. Crise  (Temas de Ciências Humanas, n. 10, 1981)

Imperialismo e neoliberalismo (Revista Princípios, n. 42, 1996)

Era o golpe de 1964 inevitável? (In: Caio Navarro Toledo (org.). 1964: visões críticas do golpe. Democracia e reformas do populismo, Unicamp, 1997)

III. Entrevistas:

Entrevista: A história vive! (Revista Princípios, n. 50, 1998)

O ISEB e o golpe de 1964: entrevista a Denis de MORAES

IV.Arquivo com fotos, cartas, textos, livros:

Inventário da Coleção Nelson Werneck Sodré, BNDigital

Coleção Nelson Werneck Sodré, Biblioteca Nacional

V. Vídeos

Debate Cedem/Unesp – Nelson Werneck Sodré – 100 anos

Debate no Teatro Casa Grande (Rio de Janeiro) sobre a obra de Werneck Sodré

Programa História em Pauta Nº 13, com Daniela Conte

VI. Comentadores e críticos da obra de Nelson Werneck Sodré

a) Coletâneas:
Marcos Silva (org.). Dicionário crítico Nelson Werneck Sodré

Marcos Silva (org). Nelson Werneck na historiografia brasileira

Paulo Ribeiro da Cunha e Fátima Cabral (orgs.). Nelson Werneck. Sodré: entre o sabre e a pena

b) Livro:

Paulo Ribeiro da Cunha. Um Olhar à Esquerda – a utopia tenentista na construção do pensamento marxista de Nelson Werneck Sodré

c) Dissertações e teses:

Angélica Lovatto. Os Cadernos do Povo Brasileiro e o debate nacionalista nos anos 1960: um projeto de revolução brasileira

Carlos Alberto Cordovano Vieira. Interpretações da colônia: leitura do debate de inspiração marxista

Daniela Conte. Nelson Werneck Sodré e as interpretações do Brasil moderno (1958-1964): análise de conceitos e contexto de um intelectual brasileiro

Delson Ferreira. Nacionalismo, política e democracia na obra de Nelson Werneck Sodré

Paulo Ribeiro da Cunha. A utopia tenentista no pensamento marxista de Nelson Werneck Sodré

Guilherme Pontieri Lima. Eles ousaram! Projeto História Nova do Brasil: as Reformas de Base começaram pela educação

Pedro Bueno de Melo Serrano. A crítica bandeirante (1920-1950)

Rodrigo de Paula Morais. Nelson Werneck Sodré: história e utopia nos tempos do ISEB: um estudo da narrativa como instrumento na disputa política

Rodrigo Pereira Chagas. Teorias para a revolução no Brasil: estudo sobre o marxismo e a era da contrarrevolução burguesa

Ulisses Runio Urbano da Silva. A questão nacional no Brasil entre 1954 e 1964: perspectivas de Caio Prado Júnior e Nelson Werneck Sodré

Vanessa Clemente. História nova do Brasil (1963-1965): uma nação “imaginada”

 d) Artigos:

Alexandre Manuel Esteves Rodrigues. Nelson Werneck Sodré e a história militar no Brasil

Alexandre Manuel Esteves Rodrigues. História e literatura em Nelson Werneck Sodré

Ana Paula Goulart Ribeiro. Nelson Werneck Sodré e a história da imprensa no Brasil 

André Vasconcelos. Marxismo e Ciências Sociais Brasileiras: Nelson Werneck Sodré

Augusto Bunonicore. Werneck Sodré e o povo brasileiro 

Caio Navarro de Toledo. Intelectuais do ISEB, esquerda e marxismo (In: História do marxismo no Brasil, vol III)

Carlos Alberto Cordovano Vieira. Interpretações da colônia. Leitura das contribuições de Nelson Werneck Sodré e Alberto Passos Guimarães

Carlos Alberto Cordovano Vieira e Fábio Antonio de Campos. Imperialismo e questão nacional em. Nelson Werneck Sodré

Carlos Alberto Dória. O dual, o feudal e o etapismo na Teoria da Revolução Brasileira (In: História do marxismo no Brasil, vol III)

Daniel de Souza Lemos e Louise Lanes Lemões. O lugar de Nelson Werneck Sodré no pensamento político brasileiro

Eduardo Russo Ramos. Cultura brasileira e autoritarismo em Nelson Werneck Sodré

Ivan Ducatti. Economia feudal no Brasil: para discutir Nelson Werneck Sodré

Ivan Ducatti. Nelson Werneck Sodré, historiador

João Alberto da Costa Pinto. O percurso intelectual de Nelson Werneck Sodré, historiador do Brasil (1911-1999)

João Muniz Jr e Wilton Carlos Lima da Silva. Virtudes epistêmicas e performance na escrita de si de Nelson Werneck Sodré

João Quartim de Moraes. Em memória de Nelson Werneck Sodré: Viver de pé, de olhos abertos

João Quartim de Moraes. O Programa Nacional-Democrático: fundamentos e permanência (In: História do marxismo no Brasil, vol IV)

João Quartim de Moraes. Primeiras formulações do programa comunista para o Brasil

Jordan Rodrigues dos Santos. Nelson Werneck Sodré: um defensor da cultura brasileira.

Jorge Pedro Sousa. As histórias da imprensa de Nelson Werneck Sodré e de José Manuel Tengarrinha: uma comparação

José Geraldo dos Santos Junior. Nelson Werneck Sodré: um intérprete do Brasil

Lincoln de Abreu Penna. Nelson Werneck Sodré, presente!

Lucileide Costa Cardoso. Nelson Werneck Sodré: censura, repressão e resistência

Luitgarde Oliveira Cavalcante Barros. Memória, História do Nacionalismo: território, povo e cultura – Nelson Werneck Sodré e a criação da Petrobrás

Marco Aurélio Nogueira. Nelson Werneck Sodré – o general, a história e a democracia

Marco Túlio Martins e Rita de Cássia Martins de Souza Anselmo. Oeste: ensaio sobre a grande propriedade pastoril: formação territorial e modernização do interior brasileiro na obra de Nelson Werneck Sodré

Marcos Del Roio. A teoria da revolução burguesa: tentativa de particularização de uma revolução burguesa em processo (In: História do marxismo no Brasil, vol IV)

Marcos Del Roio. Sodré e a dialética da formação social brasileira

Marcos Silva. Werneck Sodré Hoje

Maria Thetis Nunes. Nelson Werneck Sodré, o historiador

Marly de Almeida Gomes Vianna. Nelson Werneck Sodré: “subvertemos a história oficial”

Milton Carlos Costa. O escravismo no Brasil colonial: a interpretação de Nelson Werneck Sodré

Norma Côrtes. História das idéias em Nelson Werneck Sodré e João Cruz Costa: uma saga da consciência nacional

Octavio Penna Pieranti, Paulo Emilio Matos Martins. O Estado e a Imprensa no Brasil: Uma análise da obra de Nelson Werneck Sodré 

Olga Sodré. A originalidade da metodologia de pesquisa histórica de Nelson Werneck Sodré

Olga Sodré. Nelson Werneck Sodré e o golpe de 64

Paulo Ribeiro da Cunha. Nelson Werneck Sodré

Paulo Ribeiro da Cunha. Ortodoxia e coerência de um general (bom) de briga(da)

Paulo Ribeiro da Cunha. Uma leitura da obra de Nelson Werneck Sodré

Regina Curtis. A Revolução Brasileira: um diálogo entre Nelson Werneck Sodré, Celso Furtado e Caio Prado Júnior

Wilson do Nascimento Barbosa. Nelson Werneck Sodré e o “marxismo ocidental”

 

http://www.artnet.com.br/gramsci/arquiv72.htm

1 comentário

  1. SODRÉ INDEFECTÍVEL NAS ESTANTES DE APRECIADORES DO NACIONALISMO BASE A ALAVANCAR E A SUSTENTAR A CONDIÇÃO SINE QUE NON DA SITUAÇÃO DA SOBERANIA NO RUMO DO DESENVOLVIMENTO E PROTAGONISMO DO BRASIL CONTINENTAL…QUIÇÁ NO FUTURO CONSIGAMOS…

Powered by themekiller.com