Pandemia, crise capitalista e conjuntura nacional

0

Pandemia, crise capitalista e conjuntura nacional

A conjuntura a nível global sofreu uma profunda alteração no início desse ano de 2020 com a pandemia, ainda em curso, do Covid-19. Espalhando-se rapidamente da China para o restante do mundo, em poucos meses, o novo coronavírus já contaminou ao menos 2 milhões de pessoas, matando mais de 150 mil delas, segundo a Organização Mundial de Saúde. Dessas mortes, mais de 30 mil ocorreram na maior potência capitalista do planeta, os EUA. Trabalhadores pobres e negros, negligenciados por um sistema de saúde excludente e indiferente às necessidades da maioria da população, representam uma larga parcela dessas vítimas por lá.

Ainda sem uma solução definitiva para a doença, e com dezenas de milhares de casos surgindo ou se agravando a cada dia pelo mundo, não há perspectivas claras sobre o final dessa violenta pandemia, que está não só a expor as contradições do capitalismo como também a agravá-las. Isso porque, uma das formas mais adotadas pelos países para o combate ao Covid-19 e o não colapso de seus respectivos sistemas de saúde tem sido a suspensão de inúmeras atividades econômicas e a imposição de quarentena e isolamento social em larga escala. E, com a paralisação da produção e da circulação de mercadorias em diversos países simultaneamente, acelerou-se a chegada de mais uma crise capitalista, cujos sinais e indícios já eram notados por muitos analistas e estudiosos nos últimos anos.

Esta crise é de uma magnitude e uma dinâmica pouco antes vistas. Derreteu trilhões de dólares das bolsas de valores em poucos dias; jogou as já baixas projeções de crescimento de quase todo o mundo para o terreno negativo; tem impactado violentamente a vida de milhares de trabalhadores pelo mundo, com demissões em massa, queda em suas receitas e piora nas condições de vida no geral. Não à toa, uma das respostas dos Estados e dos organismos internacionais do capital foi, além dos pacotes trilionários ao capital, a liberação de rendas básicas emergenciais, buscando minimizar os efeitos negativos na demanda em uma economia em crescente colapso e sem perspectiva de recuperação.

E às incertezas do cenário econômico combalido pela pandemia se somam as incertezas e desafios do cenário político e geopolítico, altamente conflituoso.

Nesse novo e dramático contexto global, encontra-se o Brasil e suas especificidades. A começar por seu governo federal, chefiado por Jair Bolsonaro, cuja radicalização política e ideológica tem sido uma aposta sua e de seus aliados e movimentos de base mais fiéis. Radicalização que, inclusive, ora nega, ora minimiza, a atual pandemia que já matou ao menos 2 mil pessoas no país e vem sobrecarregando o frágil e desigual sistema de saúde nacional. Mas, como se verbalizou através de alguns empresários bolsonaristas, o capitalismo brasileiro sempre levou em consideração o extermínio de parcelas da população – algo que esse atual governo está deixando abertamente mais explícito.

A economia brasileira, que já amargava três anos consecutivos de estagnação, após uma histórica recessão, tem sentido os impactos da crise global que se desenha e de efeitos e determinações internas. A entrada em mais uma recessão é dada como certa, até mesmo com os pacotes estatais de emergência que estão a se construir, com maiores ou menores divergências, pelas classes dominantes.

Assim como no resto do mundo, os trabalhadores no Brasil estão sofrendo ainda mais com o desemprego, queda nos salários e aumento da pobreza. Sem falar no governo, cada vez mais autoritário e reacionário. Ao mesmo tempo, os trabalhadores e suas centrais têm revelado, no terreno da luta de classes, reduzida capacidade de reagirem a tudo isso. A oposição e as organizações de esquerda brasileiras continuam a enfrentar grandes dificuldades para se consolidarem enquanto força política alternativa ao bolsonarismo.

Importante observar, no entanto, que intelectuais e militantes marxistas no Brasil e no mundo têm buscado prontamente não só produzir análises e compreender essa nova e inédita conjuntura, como também se esforçado em construir e se somar às formas de organização e luta que estão a ganhar destaque atualmente. Essas organizações e lutas ocorrem em torno da defesa da saúde das classes exploradas e dominadas, por manutenção e ampliação de conquistas políticas e econômicas, ou mesmo para apontar saídas do sistema capitalista diante de mais uma gigantesca crise que se faz presente.

Neste sentido, o coletivo marxismo21, mais uma vez, buscando ser um espaço e instrumento de debate e construção teórica e política marxista no Brasil, organizou um dossiê sobre o assunto.

Pandemia, crise capitalista e conjuntura nacional” busca reunir materiais, orientados pela teoria marxista e/ou trabalhos de crítica à ordem capitalista, que analisem a realidade nacional, os aspectos da pandemia, do capitalismo e suas contradições e tendências atuais, além do cenário político, das lutas e perspectivas da esquerda.

Seus eixos temáticos são: Saúde, pandemia e capitalismo no Brasil; Crise brasileira atual, medidas governamentais e impactos econômicos; Classes sociais, Governo Bolsonaro, conjuntura política e a pandemia. Incluímos também dois eixos adicionais, Nova crise do capitalismo e pandemia no mundo e Tecnologia, vigilância e capitalismo pós-pandemia, que visa reunir contribuições significativas sobre a conjuntura do ponto de vista internacional.

 Sob a rubrica “questões da conjuntura nacional”, este dossiê será construído paulatinamente; novos materiais (livros, artigos, vídeos, áudios etc.) enviados ao blog serão inseridos após serem avaliados pela Editoria. Todas as contribuições enviadas devem, pois, apresentar concordância com a linha editorial de marxismo21 e os eixos sugeridos pelo dossiê.

Editoria / 22 de abril de 2020.

****

I. Textos (livro e artigos)

1. Saúde, pandemia e capitalismo no Brasil

América do Sul e o Covid-19: diferentes políticas, resultados opostos – Gilberto Calil

Capitalism über alles: uma interpretação da pandemia de coronavírus no Brasil à luz da geografia radical de Neil Smith – João Alves de Souza Neto e Fernando Molnar Castro

Coronavírus: A falência do sistema capitalista e a defesa radical do SUS – Evelin Minowa, Joyce Martins, Luana Alves, Natália Peccin Gonçalves, Natalia Pennachioni e Vanessa Couto

Crise do capital, crise sanitária, crise política, Elza Margarida Peixoto e outros

De quarentenas e de infectados: um ponto fora da curva na luta contra o Covid-19 – Gilson Dantas

Economia ou saúde: uma falsa dicotomia para silenciar o crime sanitário do capital – Eduardo Castilla

O debate médico sobre a hidroxicloroquina e a irresponsabilidade sanitária de Bolsonaro – Gilson Dantas

Quarentena. Reflexões sobre a pademia e depois, Anjuli Tostes e Hugo Melo Filho (orgs.)

Pandemia e capitalismo – Luiz Fernando De Souza Santos

Puxando um fio solto: reprodução na periferia no epicentro da pandemia – Cecília F. Teixeira e Elisabeth Zorgetz

Um virus entre duas crises, Fábio Campos

2. Crise brasileira atual, medidas governamentais e impactos econômicos

 “A generosidade com o capital contrasta com o absoluto descaso pelo ser humano”– entrevista com Plínio de Arruda Sampaio Jr.

A MP 936: espoliação e morte – André Guiot

A Pandemia, a Recessão, as Medidas Burguesas e a Reação dos Trabalhadores no Mundo e no Brasil – Cem Flores

Bolsonaro e o capitalismo diante da pandemia – Dossiê do Centro Victor Meyer

Darwinismo social, epidemia e fim da quarentena, – Roberto Leher

MP 927: da pandemia ao pandemônio – Jorge Luiz Souto Maior

O Brasil na geopolítica mundial da Covid-19 e do caos sistêmico – Carlos Eduardo Martins

Pandemia & Pandemônio no Brasil, Cristiane Augusto e Rogério dos Santos (orgs.)

Política humanista? – Juliana Paula Magalhães

Política de morte: a defesa da reabertura das escolas, Roberto Leher

Pré-história, pós-pandemia e o que virá – Mauro Iasi

Revista Contracorrente: Pandemia do Coronavírus: uma tragédia anunciada – ILAESE

Saúde versus economia: uma falsa oposição, Luiz Filgueiras e Graça Druck

3. Pandemia, classes sociais, conjuntura política e governo Bolsonaro

 A cavalaria verde-oliva não virá para nos salvar – Igor Grabois

A crise acelerada – Osvaldo Coggiola e Edgar Azevedo

A Luta de Classes no Brasil em Contexto de Crise e Pandemia, Coletivo Cem Flores (livro)

A resistência das favelas e periferias em tempos de pandemia: solidariedade, reforço da organização popular e redes de ajuda mútua – Cem Flores

As frações burguesas na crise do Covid-19: apontamentos preliminares – André Flores Penha Valle e Octávio F. Del Passo

Bolsonaro aposta no caos, apresenta suas armas e continua na cadeira, sem máscara!, David Maciel

Contra bolsonarismo, frente ampla e braço forte, Carlos Ziller Carmenietzki

Coronavírus e a crise do capital – Virgínia Fontes

Mercadores da morte: a ação empresarial contra o isolamento social – Elaine Bortone e Rejane Carolina Hoeveler

Nota da IGS-Brasil sobre a pandemia

O coronavirus, os entregadores e o fuuro do trabalho no Brasil, Henique Amorim e Felipe Moda

Os empresários bolsonaristas do Instituto Brasil 200 e o desprezo pela vida – André Guiot

Pandemia como oportunidade: a CNI e a defesa da devastação dos direitos sociais – André Guiot

Pandemia e suas consequências: a dialética na formulação do programa político, Boris Vargaftig

Pandemia, impeachment e autogolpe, Centro Victor Meyer

4. Nova crise do capitalismo e pandemia no mundo 

A culpa é do vírus – Michael Roberts

As doenças emergentes do capitalismo decadente, Gilson Dantas

Agamben sendo Agamben. O filósofo e a invenção da pandemia, Yara Frateschi

A política anticapitalista na época da COVID-19 – David Harvey

A queda dos mercados emergentes – Michael Roberts

A queda pós pandêmica – Michael Roberts

Bem-vindo ao deserto do viral! Coronavírus e a reinvenção do comunismo – S. Zizek

Coronavírus, dívidas e depressão – Michael Roberts

Contágio Social – coronavírus, China, capitalismo tardio e o ‘mundo natural’

Coronavírus: como vencer o capitalismo que se abastece de desastres? – Naomi Klein

Crise do coronavírus: o colapso iminente – Tomasz Konicz

Crise estrutural no ocaso do capitalismo – Eleutério F. S. Prado

Cuba e o coronavirus, Luiz Bernado Pericás

Epidemia econômica: Covid-19 e a crise capitalista – Maurilio Lima Botelho

La pandemia del capitalismo, dossiê Revista Herramienta

La pandemia que estremece al capitalismo I, Claudio Katz

La pandemia que estremece al capitalismo II, C. Katz

Não podemos deixar a Covid-19 nos levar ao autoritarismo – Noan Chomsky

O capitalismo tem seus limites – Judith Butler

O colapso – Anselm Jappe

O coronavírus e a luta de classes: o monstro bate à nossa porta – Mike Davis

Política anticapitalista em tempos de coronavírus – David Harvey

Reprodução Social e a Pandemia, Tithi Bhattacharya

Sobre a situação epidêmica – Alain Badiou

Uma economia de guerra? – Michael Roberts

5. Tecnologia, vigilância e capitalismo pós-pandemia

Capitalismo de vigilância: defesa da democracia não pode esperar por fim da pandemia – Sérgio Amadeu

Edward Snowden prevê futuro distópico após a epidemia de COVID-19 – André Miguéis

No tempo da catástrofe, capitalismo de vigilância avança sobre a educação no Brasil – Lavits

A distopia da aceleração está a caminho? – Rafael Evangelista

II. Audiovisual

A crise do coronavírus e o futuro do neoliberalismo – Alfredo Saad-Filho e Danilo Martuscelli

A Crise e a Vida dos Trabalhadores – Maurício Mulinari

A grande crise que se avizinha – Nildo Ouriques e Daniel Corrêa da Silva

A pandemia e a ameaça totalitária – Cid Benjamin, Felipe Demier, Valério Arcary, Rejane Hoeveler

Café Bolchevique – Mauro Iasi

Capitalismo está diante de uma parede, François Chesnais

Coronavírus e a crise econômica mundial – Leda Paulani

Covid-19 e a barbárie neoliberal no Brasil – Boaventura de Sousa Santos

Covid-19: isolamento espacial, tensões sociais e violência doméstica – Silvia Santiago, Natália Corazza Padovani, Sávio Cavalcante

Educação vigiada – Sérgio Amadeu, Leo Cruz e Filipe Saraiva

Entrevista com Ruy Braga sobre carteira verde amarela e a atual situação dos trabalhadores no Brasil

Feminismo & Marxismo – Crise econômica, Covid-19 e as mulheres – Diana Assunção, Daphnae Helena e Simone Ishibashi

Impactos políticos da crise sanitária – Virgínia Fontes, Guilherme Boulos e Gabriel Casoni

Mulheres e o Cononavírus: trabalho doméstico, desemprego, violência – Tatianny Araújo, Iza Lourença, Luciana Boiteux

Neoliberalismo e autoritarismo no governo Bolsonaro – Eliel Machado e Danilo Martuscelli

O coronavírus, os entregadores e o futuro do trabalho no Brasil. Henrique Amorim e Felipe Moda

Pandemia, crise e desafios dos trabalhadores – Ricardo Antunes

Pandemia e Capitalismo: Uma combinação Explosiva. Debate com Ivo Tonet

Redes virais, padrões e pandemia. Episódio de Podcast Tecnopolítica

Ricardo Antunes sobre Bolsonaro e o capitalismo brasileiro na pandemia

Tecnologias de Vigilância e a Pandemia – Sérgio Amadeu e Rafael Evangelista

Tudo o que é sólido desmancha no ar – Jorge Grespan

Virgínia Fontes sobre Bolsonaro e o capitalismo brasileiro na pandemia

A crise da economia mundial em tempos de pandemia e pós-pandemia

 

Comments are closed.

Powered by themekiller.com